TwitterFacebook

Fábio Andrade é pré-candidato a vereador da UP em Fortaleza

O Diretório Municipal de Fortaleza da Unidade Popular pelo Socialismo – UP aprovou o cearense nascido na periferia da capital, filho de trabalhadores, Fábio Andrade, para ser pré-candidato a vereador de Fortaleza, jovem de 28 anos, nascido no bairro Itaoca e hoje morador do Jangurussu na grande Messejana.
Desde muito jovem, aos 17 anos, iniciou a sua militância no movimento estudantil sendo presidente da União dos Estudantes Secundaristas da Região Metropolitana de Fortaleza – UESM, no período das ocupações das escolas públicas contra os cortes de verbas na educação.
Além disso, atuou no Diretório Central dos Estudantes do Instituto Federal do Ceará. Organizou as manifestações em defesa da meia estudantil na capital cearense, estando a frente das grandes manifestações contra o aumento de passagem e a utilização de dinheiro público na construção de estádios na Copa do Mundo em 2014. Atualmente, cursa Biblioteconomia na Universidade Federal do Ceará atuando no movimento universitário, A Correnteza, e como diretor da União Estadual dos Estudantes do Ceará. 

A luta do povo pobre foi a motivação para Fábio desde o início de sua militância, quando apoiou as ocupações urbanas organizadas pelo Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas – MLB, ao lado de famílias sem teto na luta por moradia digna. Até hoje fortalece as campanhas de solidariedade do MLB, pois acredita na necessidade de solidariedade e esperança para que possa avançar a luta pela derrubada do governo Bolsonaro e a construção do poder popular.  
Jovem universitário, negro, morador da periferia que sonha e luta por uma sociedade onde as pessoas não possam ser julgadas e nem mortas por serem negras, que possam ter os mesmos direitos, como acesso à universidade pública, saúde de qualidade, saneamento nos bairros pobres, acesso à cultura e a emprego.
A pré-candidatura de Fábio Andrade tem o propósito de apresentar um programa político que expresse as lutas da juventude de Fortaleza, da classe trabalhadora, do povo negro, das mulheres, dos LGBTs e dos moradores das periferias de onde nasceu e vive. Sua indicação é fruto de todas as lutas sociais e populares em que esteve nesses 11 anos de militância, ao lado dos interesses do povo, e sempre se colocando no campo de oposição às políticas coronelistas, neoliberais, fascistas e autoritárias que vêm há anos oprimindo e explorando o povo e a juventude de Fortaleza.

Redação do Ceará

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações