TwitterFacebook

Ato em memória das vítimas da Ditadura em Belo Horizonte

ABAIXO O GOVERNO DE MILITARESato repudia a ditadura, relembra mortos e desaparecidos políticos e defende a derrubada de Bolsonaro (Foto: A Verdade)

Redação Minas Gerais

Minas Gerais – Um Ato Público para marcar a luta contra o Golpe Militar de 1° de abril de 1964 foi realizado na sede do antigo Dops em Belo Horizonte. O local, que ficou conhecido como um dos principais centros de torturas e mortes por agentes da repressão em Minas Gerais, é reivindicado por organizações, partidos, movimentos populares, familiares de ex-presos políticos e assassinados pela ditadura e por vítimas ainda vivas que participaram da luta contra o regime fascista no Brasil, para se transformar em um Memorial da Resistência.

O golpe militar marcou o início de um período sangrento que durou 21 anos na história do Brasil, 21 anos da ditadura militar fascista, financiada por empresários e burgueses, articulada pela CIA – Agência de Inteligência dos Estados Unidos -, que promoveu golpes contra os governos democráticos, progressistas e populares em toda a América Latina. Durante esse período os militares serviram aos interesses do imperialismo estadunidense, dos monopólios econômicos e da burguesia.

Também foi um longo período de repressão e ataques a todas as pessoas que se opunham à ditadura; para impedir a resistência popular criaram grupos de extermínios e aparatos com o objetivo principal de combater as lutas revolucionárias e promoveram intensa campanha anticomunista. Foi assim que aumentaram a exploração da classe trabalhadora, com ataques e invasões a sindicatos e perseguição às lideranças operárias.

As perseguição política aconteceram em todos os setores da sociedade, como nas universidades, na cultura e onde houvessem contestações das políticas do regime; prisões, censura, repressão, exílio, torturas e mortes nos porões da ditadura eram regra. Entretanto também foi tempo de uma resistência heroica por parte de homens e mulheres, revolucionárias e revolucionários que lutaram pela liberdade, pela democracia e pelo socialismo.

Em todos os estados brasileiros aconteceram protestos contra a tentativa de Jair Bolsonaro de promover um novo golpe, continuando a luta pela Memória, Verdade e Justiça, exigindo cadeia para os torturadores e justiça para todas as vítimas.
Ditadura nunca mais!

 

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações