UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Entidades estudantis doam mais de 100 cestas básicas aos alunos da rede estadual no RN

SOLIDARIEDADE – Entidades estudantis realizam campanha de solidariedade e apoiam estudantes durante a pandemia. (Foto: Reprodução / UESP)

Redação Rio Grande do Norte


NATAL – O Rio Grande do Norte passa por uma grave crise sanitária e a fome aumenta em nosso estado. Segundo dados do Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, um terço da população potiguar vive na extrema pobreza. Ações solidárias têm sido fundamentais para ajudar o povo potiguar a lidar com este cenário.

Algumas destas ações estão sendo realizadas pelas entidades estudantis de representação secundarista do estado, a UESP (União dos Estudantes Secundaristas Potiguares) e FENET (Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico).

As entidades iniciaram uma campanha de entrega de cestas básicas aos estudantes da rede estadual de ensino há dois meses. Assim, estão realizando o levantamento de recursos financeiros e de alimentos para a montagem das cestas através de campanhas nas redes sociais e arrecadações de alimentos no “porta-a-porta” pelos bairros de Natal. 

Milenne Barbosa, vice-presidente da UESP, explica a campanha. “Basicamente, passamos de casa em casa explicando que somos da União dos Estudantes Secundaristas Potiguares e estamos realizando uma Rede de Solidariedade para ajudar os alunos que mais necessitam neste momento. Os moradores, em sua maioria, se solidarizam”.

Na cidade de Natal, a entidade conseguiu atender 100 famílias de estudantes

REDE DE APOIO – Com o apoio dos bairros e outras entidades a UESP distribuiu mais de 100 cestas para estudantes. (Foto: Reprodução / UESP)

A UESP tem mobilizado os estudantes da rede estadual e do IFRN (Instituto Federal do Rio Grande do Norte) para arrecadar alimentos. No primeiro cadastro da entidade para a solicitação de cestas básicas, mais de cem estudantes da rede estadual se inscreveram. 

“Não há políticas que ajudem hoje os estudantes a se alimentarem, em principal da rede estadual de ensino. Ano passado houve a distribuição de cestas básicas, mas, neste ano de 2021, a Secretaria de Educação do Estado não realizou nada que suprisse essa demanda”, afirma Milenne. 

Para realizar doações à campanha da entidade, Milenne explica que é pode-se entrar em contato com a entidade para efetivar a doação dos alimentos ou cestas básicas. Será colocado em ação um diretor da entidade para ir à casa do doador buscar o alimento. É aceito doações em dinheiro, podendo ser através de transferência bancária, depósito ou pix.

A fome prejudica o aprendizado dos estudantes

FOME – A campanha das entidades acontece no momento em que 59% das famílias brasileiras não sabem o que irão comer na próxima refeição. (Foto: Reprodução / UESP)

“Como um aluno pode aprender estando de barriga vazia? O fato é que nas escolas públicas grande parte dos estudantes têm baixa renda, dificultando a compra dos alimentos” afirma o Ezequias Rosendo, estudante da Escola Estadual do Ana Júlia e diretor da UESP. Com o aumento dos casos de Covid-19 no estado, o acesso à educação tem sido prejudicado e os alunos não possuem auxílios para permanecer estudando.

As cestas básicas foram entregues no endereço de cada estudante que solicitou através do formulário da entidade, sendo um total de 16 bairros de Natal e seiscentos quilos de alimentos doados. 

Segundo Ezequias, “As famílias têm sido vítimas da insegurança alimentar e mesmo diante disso as autoridades não têm auxiliado os estudantes mais necessitados. Não foi disponibilizado para os estudantes das escolas públicas um programa de auxílio alimentar, o que ajuda no aumento da evasão escolar”.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes