TwitterFacebook

Trabalhadores da Proguaru-Guarulhos decretam greve contra privatização

GREVE – Trabalhadores da Proguaru fazem greve e manifestação contra privatização da empresa. (Foto: Reprodução/Jornal A Verdade)

“A greve foi o último instrumento que sobrou aos trabalhadores para impedir essa atitude antidemocrática do prefeito Guti. É necessária a união de todo o povo de Guarulhos, em solidariedade ativa com os trabalhadores da Proguaru que constroem a riqueza dessa cidade.”

Redação São Paulo
Jornal A Verdade

GUARULHOS (SP) — Enfrentando a intransigência do prefeito Gustavo Costa (PSD), o Guti, os mais de 4 mil trabalhadores da empresa pública Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S.A. (Proguaru) decretaram greve contra a privatização da empresa a partir da próxima segunda-feira, 20 de setembro.

Desde que assumiu a prefeitura, Guti vem atacando os direitos da população da cidade de Guarulhos, com quase 1,4 milhão de habitantes. A Proguaru é uma empresa pública fundamental para o trabalho de manutenção e zeladoria da cidade, gerando empregos e promovendo o desenvolvimento social em atendimento aos mais distantes bairros da periferia da cidade.

A privatização é uma forma de atender os ricos especuladores da cidade que querem transformar em lucro os serviços que hoje são ofertados à população, saqueando o dinheiro dos cofres públicos, favorecendo a corrupção, precarizando as condições dos trabalhadores através da terceirização e deixando no desemprego milhares de chefes de família que serão demitidos caso esse processo de privatização avance.

Os trabalhadores da Proguaru estão organizados e em permanente diálogo com o povo de Guarulhos para explicar os grandes males que podem ser causados com a privatização da Proguaru. Como forma de garantir que a população seja ouvida, foram recolhidas milhares de assinaturas para promover uma votação por plebiscito. O plebiscito é a forma mais democrática dos próprios guarulhenses decidirem o destino da Proguaru, mas o prefeito Guti é contra a democracia e acionou a justiça para impedir que o plebiscito seja realizado.

A greve foi o último instrumento que sobrou aos trabalhadores para impedir essa atitude antidemocrática do prefeito Guti. É necessária a união de todo o povo de Guarulhos, em solidariedade ativa com os trabalhadores da Proguaru que constroem a riqueza dessa cidade.

Presença da Unidade Popular Pelo Socialismo (UP)

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor
enclosure:
https://averdade.org.br/novo/wp-content/uploads/2021/09/71165f32-video-01-greve-proguaru.mp4 12351167 video/mp4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações

%d blogueiros gostam disto: