UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 24 de fevereiro de 2024

Governo Bolsonaro destruiu 1,9 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 em 2022

Leia também

O Governo Bolsonaro incinerou 1,9 milhões de doses da vacina AstraZeneca contra a Covid-19, afirma o Tribunal de Contas da União. Vacinas foram desperdiçadas após perderem validade por não terem sido distribuídas aos estados.

Igor Barradas | Redação RJ


BRASIL – Relatório reafirma que o governo do ex-capitão Jair Bolsonaro foi assassino, genocida e negacionista. Entre as 2.187.300 de doses de vacinas AstraZeneca doadas para o combate do Covid-19, apenas 282 mil foram distribuídas às unidades da federação pelo governo. Outras 1,9 milhões foram destruídas após não serem efetivadas a tempo.

Segundo o TCU, o governo não teve cuidado no manuseio das vacinas. Os insumos foram ignorados, praticamente as jogando fora quando chegaram. 

A recusa em enviar as vacinas para os estados gerou enormes gastos com dinheiro público. Além de ter desperdiçado os imunizantes, o Governo Bolsonaro criou despesas de quase R$ 1 milhão nesse processo de transporte e incineração das vacinas desperdiçadas. “O descarte da quase totalidade dos imunizantes, gerando despesas de quase R$ 1 milhão, com transporte, desembaraço aduaneiro, armazenagem e incineração, sem trazer benefícios à população”, afirmou em nota o TCU.

Além disso, o Tribunal determinou a instauração de um organismo que apure as irregularidades praticadas pelo Governo Federal no manuseamento e armazenamento de medicamentos, vacinas e insumos de saúde com prazo de validade vencido. O montante do desperdício dos demais medicamentos é estimado em R$ 243 milhões.

Governo genocida desperdiçou vacina, negou letalidade do Covid-19 e usou orçamento da saúde pro Centrão 

O fascista Bolsonaro no auge da pandemia da Covid-19 utilizou orçamento da saúde para beneficiar aliados, desperdiçou 1,9 milhões de doses de vacinas que combatem o vírus. Enquanto famílias enterram entes queridos que morreram por conta do vírus, o ex-presidente qualificava a Covid como uma doença inofensiva. 

De acordo com o Painel Coronavírus, portal produzido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) que atualiza a incidência de casos de Covid-19, até o momento houve 37.085.520 casos acumulados de Covid-19 e 699.310 óbitos confirmados em decorrência do vírus.

De fato, como mostrou a CPI do Covid, Bolsonaro foi responsável pela morte de milhões de pessoas. Tamanha crueldade se assemelha com o nazismo de Hitler. É preciso punir Bolsonaro e os militares e responsabilizá-los por seus crimes contra o povo brasileiro.

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos