UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Correnteza e entidades conquistam passe livre para universitários do IFF Cabo Frio e IFRJ Arraial do Cabo (RJ)

Junto com as entidades estudantis, estudantes e trabalhadores, o Movimento Correnteza conquistou o passe livre universitário para os estudantes universitários IFF Cabo frio e IFRJ Arraial do Cabo.

Vinicius Seguraço | Cabo Frio (RJ)

EDUCAÇÃO – Vivemos os últimos anos de governos golpistas e fascistas que fizeram uma verdadeira política de desmonte da educação pública. Em meio a esses governos, o Correnteza, junto a milhares de estudantes, nunca deixou de lutar pela educação pública e inclusiva.

Foi nessa luta que, junto com a União Cabofriense dos Estudantes e o DCE Dona Rosa Geralda da Silveira que, em Cabo Frio, os estudantes conseguiram aprovar o passe livre universitário para os alunos do IFF Cabo frio e IFRJ Arraial do Cabo.

O movimento Correnteza defende uma universidade pública, de qualidade e aberta para todos que queiram ingressar no ensino superior. Mas, para além disso, defender a permanência estudantil é de extrema importância.

“Essa é uma luta que o Correnteza organiza com os estudantes a anos na cidade” afirmou Chantal Campello, diretora da UEE RJ pelo Correnteza. “Essa vitória só foi possível por causa da grande capacidade de organização e mobilização que o movimento estudantil tem!”, conclui.

“Vai me ajudar a ir para as aulas continuamente”

“Vai me ajudar a ir para as aulas continuamente, já que antes eu tinha que basicamente sortear quais dias teria que faltar pra poder continuar frequentando. Agora com o passe livre, não terei mais essa preocupação.” disse Isabela, aluna de Rede de computadores do IFRJ Arraial do Cabo.

De fato, essa é uma vitória importantíssima para os estudantes. Mas ainda não é o fim. O Movimento Correnteza seguirá organizando e mobilizando os estudantes das universidades privadas, que são em sua maioria trabalhadores, mães e moradores de periferia, para que tenham esse direito garantido também.

“Nós nos mantivemos na luta contra o sucateamento da educação, contra o fechamento do IFF que quase parou de funcionar por conta dos cortes” disse Raul, estudante de licenciatura em biologia do IFF Cabo frio e secretário-geral do DCE Dona Rosa Geralda. “Hoje, com a organização de todos os estudantes, conseguimos essa vitória histórica que é fruto de muita luta e insistência do movimento estudantil!!”

Transporte é direito à cidade

Cabo frio tem uma das passagens mais caras do Estado. Os estudantes necessitam do passe livre para se manter na universidade. Pois já pagam mensalidades absurdas e abusivas. Universidade Veiga de Almeida, em Cabo Frio.

Dados levantados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 2019, mostram que somente cerca de 20% da população entre 25 e 34 anos possui um diploma de nível superior no país.

Para além disso, o mesmo levantamento aponta que, 40% dos ingressantes em universidades, em 2019, pertenciam aos 20% da população com maior poder econômico e somente 5% pertenciam aos 20% mais pobres da população.

Portanto, a conquista do Passe livre universitário vai para além dos estudantes. É uma conquista de todos que vieram antes da gente. Como dona Rosa Geralda, dona Uia, Sebastião Lan, seu Gabriel e outros lutadores.

 

 

Outros Artigos

1 COMENTÁRIO

  1. Essa conquista realmente vai fazer muita diferença na vida dos estudantes, somente quem estuda sabe das muitas dificuldades e da angústia que é,ter que faltar por não ter dinheiro pra pagar uma passagem de ônibus. Parabéns

  2. só quem já morou na região dos lagos sabe o quanto é difícil dialogar com essas empresas de transporte privado, isso é uma baita conquista para os estudantes do IFF. Parabéns a todos os camaradas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes