UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 7 de junho de 2023

Membro do Diretório Estadual da UP na Bahia sofre racismo da PM

Rafael estava retornando para casa quando foi abordado por integrantes da corporação de polícia responsável pelo genocídio continuado da juventude pobre, negra e indígena na Bahia. 

Isabella Tanajura | Salvador


LUTA POPULAR – No último domingo (21), Rafael Gonçalves, membro do Diretório Estadual da Unidade Popular e liderança indígena da Retomada Tupinambá em Abrantes foi abordado e agredido de forma racista pela polícia militar em Salvador quando estava voltando para casa. O militante chegou a receber um soco na boca e foi chamado de “vitimista” por um dos policiais ao se identificar como integrante de movimentos sociais como o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB).

Rafael saiu da ocupação Casa Preta Zeferina no centro de Salvador e estava usando a camisa da UP e boné do MLB quando foi interpelado por dois policiais enquanto esperava no ponto de ônibus. Durante a abordagem, a PM agiu de forma truculenta e colocou a arma na cabeça dele. Em determinado momento, o jovem pediu para levantar-se e recebeu um soco na boca da polícia em resposta. Em vídeo publicado nas redes sociais da Unidade Popular, Rafael dá o seu depoimento sobre o episódio de racismo que viveu. 

Infelizmente esse é mais um caso cotidiano para a polícia militar racista e violenta que assassina negros e indígenas todos os dias. A Bahia é o 2º estado com maior número de assassinatos de indígenas no país, segundo relatório Conselho Indigenista Missionário (CIMI) publicado em 2022 e o estado com maior percentual de negros mortos pela polícia polícia (98%), de acordo com relatório da Rede de Observatórios em 2021. Conforme relatado nesse mesmo documento, todos os mortos pela polícia em Salvador são negros. 

É necessário que esse tipo de ação não seja normalizada e que lutemos para a tomada de poder pelos trabalhadores, encerrando a política racista e genocida do estado burguês no nosso país. 

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes