UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Israel faz massacre e deixa 8 mortos em ataque à Cisjordânia

Leia também

Operação de guerra israelense contra civis palestinos deixa 8 mortos e mais de 50 feridos. 5 dos mortos são adolescentes. Israel continua com série de operações de extermínio do povo palestino.

Felipe Annunziata | Redação


INTERNACIONAL – Em mais uma operação militar de extermínio, tropas israelenses atacaram o campo de refugiados da cidade de Jenin, no território palestino da Cisjordânia. O ataque do Estado racista de Israel, realizado no dia 03/07 deixou ao menos 8 mortos e mais de 50 pessoas feridas.

Casas foram invadidas, pessoas presas arbitrariamente e dos 8 assassinados, 5 eram adolescentes. Este tipo de operação é comum na Palestina, onde as forças israelenses mantém uma ocupação ilegal e um regime de apartheid sobre os palestinos. Algumas autoridades militares de Israel costumam chamar este tipo de operação de “aparar a grama”, ou seja, uma forma de não deixar o povo palestino se organizar o suficiente para enfrentar a ocupação militar de seu país.

A expressão de cunho racista é apenas um exemplo de como o governo israelense vê o povo palestino. Durante 75 anos, a ocupação israelense é apoiada fortemente pelos EUA e pela Europa. Israel também vem fortalecendo ainda mais suas relações com Rússia e China, como uma forma de manter o apoio de todos os bandos imperialistas para o regime de opressão que mantém na Palestina.

É preciso que se fortaleça a solidariedade ao povo palestino e um boicote integral a Israel. Centenas de pessoas são mortas, feridas e presas todos os dias nos poucos territórios que restam com os palestinos. Enquanto isso, a burguesia internacional continua a lucrar bilhões de dólares todos os anos com a indústria de armas e inteligência que usa Israel como um dos seus principais centros.

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos