UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 28 de setembro de 2023

Maior acervo do país sobre o Cangaço ameaçado de fechar as portas no Sertão Pernambucano

O Museu do Cangaço, localizado em Serra Talhada, Sertão Pernambucano, enfrenta uma ameaça iminente de encerrar suas atividades. O museu desempenha um papel crucial na pesquisa, preservação e memória do Cangaço, que marcou o Brasil no final do século XIX e início do século XX. 

Clóvis Maia | Recife


Fundado em 2007, o Museu do Cangaço em Serra Talhada, Sertão Pernambucano, está ameaçado de fechar suas portas. Com mais de 2.300 peças sobre Lampião e sua história o museu desenvolve um trabalho de pesquisa, memória e preservação desse que foi um dos fenômenos sociais mais importantes do Brasil do final do século XIX e início do século XX quando, fugindo da escassez, pobreza e miséria, representado principalmente pelas secas que devastavam a região, vaqueiros e agricultores caiam no chamado ‘banditismo’ para sobreviver. Entre os chamados cangaceiros, Virgulino Ferreiro, o Lampião, natural de Serra Talhada (1898-1938) foi o seu maior nome. 

Mantido pela Fundação Cabras de Lampião (fundada em 1995), o museu desenvolve atividades com teatro, dança, literatura, turismo, cordel, cursos de formação e capacitação, sempre envolvendo a juventude, comunidade local e os movimentos sociais da cidade e região. Um grande exemplo dessa contribuição é o espetáculo “O Massacre de Angico – A Morte de Lampião”, escrito pelo pesquisador Anildomá Williams de Souza (Domá). O maior espetáculo ao ar livre do Sertão Pernambucano, que chegou a sua décima edição nesse ano de 2023, além de ser apresentado de forma totalmente gratuita.  

Campanha de manutenção 

Com os ataques a Cultura iniciada pelo golpista Michel Temer e continuado por Bolsonaro e a pandemia, o Museu do Cangaço passou por dificuldades para manter suas atividades. Segundo Cleonice Maria, presidenta da Fundação e responsável pelo Museu, “o espaço vem passando por dificuldades nos últimos seis anos, mas vamos lutar, fazer de tudo para não fecharmos as portas”

Para manter as atividades a Fundação tem mantido diversas atividades, recebido apoio de diversos setores da sociedade e principalmente organizando a campanha #salveomuseudocangaco, pedindo contribuições de qualquer valor para o pix  [email protected], divulgando a campanha ou entrando em contato com o museu pelo site museudocangaco.com.br. Um espaço tão importante como esse não pode ser fechado. Pra onde iremos se não valorizarmos nossa resistência e memória?

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes