UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 29 de maio de 2024

Fenet realiza encontro de estudantes em ensino técnico da Região Sul para lutar pela educação

Ao longo do encontro, os estudantes participaram de grupos de trabalho sobre temas como mulheres estudantes, luta do passe livre estudantil, orçamento, entre outros, consolidando apontamentos fundamentais para a luta da educação.

Adriane Nunes | Diretora da Fenet


JUVENTUDE – Nos dias 9 e 10 de setembro, a Federação Nacional de Estudantes em Ensino Técnico (Fenet) realizou mais um Encontro Sul de Estudantes em Ensino Técnico (Eset), reunindo representantes dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, no IFRS Restinga, em Porto Alegre, para debater os problemas da educação e definir as lutas do movimento estudantil.

Participaram da abertura Alexandre Vidor, secretário-executivo da Setec, ligado ao Ministério da Educação; Elenira Vilela, coordenadora-geral do Sinasefe Nacional; Rudinei Muller, diretor-geral do IFRS Restinga; Stefan Bonow, secretário-geral do Sindoif; e Amanda Benedett, da União da Juventude Rebelião. Para Jonas da Rocha, diretor da Fenet, “este Eset é uma reafirmação da necessidade de continuarmos ocupando as nossas escolas e as ruas para apresentarmos qual é nosso projeto de educação e de Instituto Federal”.

Ao longo do encontro, os estudantes participaram de grupos de trabalho sobre temas como mulheres estudantes, luta do passe livre estudantil, orçamento, entre outros, consolidando apontamentos fundamentais para a luta da educação. 

Também foram realizados dois painéis: “Os 15 anos dos Institutos Federais” e “Revoga o Novo Ensino Médio Já”, que contaram com grande participação dos estudantes, tirando propostas de lutas para o próximo período, como a criação de um abaixo-assinado nacional pela abertura de “bandejão” em todos os campi e dias de luta contra a reforma do ensino médio.

Ainda durante o Eset, foi realizado um momento de homenagem aos estudantes assassinados pela ditadura militar brasileira, sendo levantada a bandeira da luta pela Memória, Verdade e Justiça. “A melhor forma de homenagear José Montenegro de Lima, o patrono da Fenet, e tantos outros estudantes que deram suas vidas por um país justo, é continuarmos relembrando-os em cada passeata e passagem em sala que fazemos. Porém, nós temos o compromisso de exigir punição e prisão a todos os seus torturadores e seus representantes dos dias de hoje, como é o caso do golpista Jair Bolsonaro”, afirmou Nicole Viana, coordenadora-geral da Fenet. 

A plenária final do Eset foi marcada por uma grande agitação dos estudantes, sendo aprovadas as propostas por unanimidade e fortalecida ainda mais a organização dos estudantes das escolas de ensino técnico na região.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes