UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 18 de maio de 2024

O Movimento Olga Benario e o trabalho com o jornal A Verdade

Alice Morais | Natal (RN)


Há anos, o jornal A Verdade destina uma de suas páginas para a editorial MULHER. Para o Movimento de Mulheres Olga Benario, que constrói este jornal, é de grande valor ter um espaço nesta imprensa popular, espaço utilizado para divulgar a teoria feminista marxista e organizar mulheres aos milhares pela construção de uma nova sociedade, uma sociedade socialista, livre do machismo, do racismo e da exploração. Assim, é necessário que cada militante do Movimento tenha em mente a importância do trabalho com o jornal. 

Lênin afirmava a necessidade da construção de um jornal popular para estabelecer contato com as massas e transmitir as ideias marxistas. Tal contato, portanto, deve orientar as mulheres trabalhadoras no processo de tomada de consciência e no despertar para a luta revolucionária. Nossas militantes propagandistas têm o papel primordial de denunciar a realidade da mulher brasileira à luz da teoria marxista, de forma compreensível.

Por isso, devem estar sempre se formando politicamente através de núcleos de bairros, rodas de conversa e dedicação ao trabalho entre as massas. Esses são bons exemplos de formação na prática, que, em conjunto com os estudos teóricos individuais, elevam o conhecimento da propagandista, a qual consegue escrever para o jornal em concordância com a realidade da mulher trabalhadora brasileira. Estabelecer uma compreensão mútua com as pessoas e utilizar a teoria como guia para a ação são características fundamentais da propaganda leninista. 

Não menos importante, as agitadoras cumprem a função de transmitir a propaganda para as massas. “A nossa tarefa consiste em fundir a nossa atividade com os problemas práticos, cotidianos da classe operária, ajudar os operários a se orientarem nestas questões, despertar a atenção dos operários para os principais abusos que são alvo” (Lênin, As tarefas dos social-democratas russos).

Por isso, as militantes do Movimento Olga Benario, na indissolúvel relação entre agitação e propaganda, devem ser as primeiras a ler o Jornal a cada quinzena; debater as matérias em núcleo, discutir a organização das brigadas e escrever matérias.

O papel de cada militante do Movimento de Mulheres Olga Benario é utilizar o jornal A Verdade para combater a burguesia e suas correias de transmissão, convencendo cada vez mais mulheres das nossas ideias, e de que, para tanto sofrimento, há uma solução: o socialismo.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes