UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 14 de abril de 2024

Sem teoria revolucionária, não pode haver movimento revolucionário

A experiência dos comunistas demonstra o imenso papel que a teoria marxista-leninista está destinada a desempenhar na atividade dos partidos operários. 

Igor Barradas | Redação RJ


TEORIA MARXISTA – Falando a sobre importância da teoria marxista-leninista para a realização da revolução socialista, Stálin ensina que “o partido da classe operária não pode cumprir sua missão de dirigente de sua classe, não pode cumprir sua missão de organizador e dirigente da revolução proletária, se não domina a teoria de vanguarda do movimento operário, se não domina a teoria marxista-leninista”.

A ideologia do Partido Comunista é o marxismo-leninismo, cuja base teórica são o materialismo dialético e o materialismo histórico. A experiência dos comunistas demonstra o imenso papel que a teoria marxista-leninista está destinada a desempenhar na atividade dos partidos operários. 

Portanto, para o desenvolvimento ideológico de cada comunista, é necessário sempre considerar que o estudo não é um sacrifício doloroso, uma tarefa impossível ou ocasional a ser realizada. É preciso encarar o estudo como uma necessidade militante, assim como precisamos do oxigênio para sobreviver.

Como devemos estudar o marxismo-leninismo?

O marxismo-leninismo é a concepção científica do mundo que desvenda a origem das desigualdades sociais e, a partir disso, traça a estratégia e a tática para alcançar a emancipação dos trabalhadores e dos povos oprimidos e para construir socialismo e o comunismo. 

Deduz-se, a partir dessa afirmação, de que é necessário conhecer todo o pensamento humano, estudar todas as correntes filosóficas da humanidade, antes de estudarmos o marxismo-leninismo, a ciência de libertação da classe trabalhadora? A resposta é não, pois não poderíamos fazer isso em nossas vidas, uma vez que o conhecimento humano é inesgotável. 

Sem Marx, Engels, Lênin e Stálin não existiria nossa gloriosa teoria marxista-leninista. Portanto, a tarefa dos comunistas revolucionários não deve ser consumir toda a teoria produzida. Devemos fundamentalmente iniciar nossos estudos sempre nos debruçando sobre o conteúdo produzido pelos clássicos comunistas. 

Aliar a teoria com a prática

O estudo do jornal A Verdade, dos documentos e materiais do Partido e dos livros clássicos do marxismo-leninismo, conforme o tempo permite o estudo comum, devem nortear a formação de um militante.

O estudo individual de cada comunista deve ser articulado de acordo com a realidade em que vivemos e sempre relacionada com a prática. Em cada reunião do Partido, os documentos, publicações e materiais internos devem ser estudados e discutidos. Sem este trabalho é impossível a unidade política.

Os governos reacionários e os partidos revisionistas e reformistas tentam enterrar a todo custo os princípios e teorias da revolução. Nos cabe assumir a tarefa de estudar esses princípios, divulgá-los entre a classe trabalhadora, em primeiro lugar, organizando reuniões e cursos de estudo e debate, bem como entre outros setores do povo e da juventude.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes