UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 25 de julho de 2024

“Se não tiver casa, vai ter ocupação”, afirmam famílias em reunião com governador do RS

Famílias despejadas da Ocupação Sarah Domingues participam de reunião para cobrar solução do governador do RS Eduardo Leite (PSDB).

Redação RS


LUTA POPULAR – Na tarde desta segunda-feira (24/06), o Movimento de Luta em Bairros Vilas e Favelas ocupou o Palácio Piratini em mais uma ação na busca por moradia digna. As famílias que entraram no Palácio são as que foram despejadas da Ocupação Sarah Domingues, no domingo (16/06). A ocupação foi realizada num prédio estadual abandonado há 10 anos e sua reintegração de posse foi feita sem mandado, sem nenhuma negociação com representante do Governo, a não ser a Polícia Militar.

Essa ocupação fechou uma reunião com a presença do Governador do RS Eduardo Leite (PSDB) com representantes do movimento e famílias para o dia (01/07). Entrou uma comissão de 10 pessoas do MLB, o assessor do Deputado Estadual Matheus Gomes (Psol), representante da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e a representante do Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Depois de 1 hora e meia de reunião, segundo o coordenador do MLB, Luciano Schaeffer, o governador Eduardo Leite assumiu o compromisso de resolver a reivindicação do movimento. Para isso, marcou duas reuniões: semana que vem, dia 8, novamente no Centro Administrativo de Contingência, com a Secretaria Estadual de Habitação. A segunda no dia 15, mais uma vez com o Governador, no Palácio Piratini.

Para Poliana de Souza, coordenadora Nacional do MLB.“Dia 15 queremos sair daqui com o documento das nossas casas. O governador disse na reunião que se ocuparmos novamente ele vai se reintegrar de novo com ação administrativa. Nós dizemos para ele que se não tivermos casa, vai ter ocupação. Porque sabemos que a questão não é técnica, é política”.

Serão 15 dias, com mais duas reuniões pela frente com o Governo do Estado do RS, e assim apresentar uma proposta concreta para as mais de 100 famílias da Ocupação Sarah Domingues. Mostrando dessa maneira que a mobilização e a organização das famílias são fundamentais para trazer conquistas para as famílias atingidas pelas enchentes.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes