UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Política de habitação em Porto Alegre é sinônimo de violência

Em meio a uma pandemia e no início do rigoroso inverno gaúcho, a Prefeitura Municipal e o Governo Estadual (ambos chefiados pelo PSDB) estão alinhados em mais um aspecto: gastar milhões de dinheiro público em propaganda sobre ficar em casa, mas não investir nada em habitação e tratar a população em situação de rua com descaso, desprezo e falta de humanidade.

Carta | “Luta e Fé”

O que move as pessoas, em circunstâncias gerais, são suas ideias. O capitalismo, na mente de cada um, seja explorador ou explorado, é uma questão de fé. Fé em que os estabelecimentos funcionarão no horário que prometem. Fé em que as entregas serão feitas. Fé em que o dinheiro é unidade de conta, reserva de valor e que possui liquidez. Fé em que as mercadorias que comprar irão lhe prover bem-estar e felicidade. Fé em que os políticos em quem votar irão lhe representar. Fé em que o juiz será justo. Fé em que a polícia protege. Fé em que a escola educa. Fé em que os meios de comunicação informam. Ou seja, fé em que as instituições que servem ao capital também lhe servem.

Pornografia em tempos de pandemia

No Manifesto Comunista, publicado em 1848 por Karl Marx e Friedrich Engels, é proclamado que a revolução socialista vai acabar tanto com “a prostituição pública quanto a privada”. A teoria marxista, portanto, desconstrói toda a ideia de que a mercantilização de corpos femininos é uma “escolha” no sistema capitalista. A pornografia, bem como a prostituição, é um fenômeno social intrinsecamente relacionado à posição de vulnerabilidade econômica da mulher. O trabalho mal remunerado, a pobreza e a marginalização são os fatores que produzem a maior porcentagem de trabalhadoras sexuais.

Aerj e grêmios se solidarizam com alunos pobres

Em todo o Estado do Rio de Janeiro, 87,6% dos estudantes secundaristas não receberam nenhum auxílio alimentício do Governo desde o início da quarentena. A campanha da Aerj também distribuiu materiais de limpeza e máscaras para as famílias. “Tem sido muito gratificante ver a gratidão no olhar de cada estudante e o alívio na fisionomia de cada trabalhador”, relata Gabriel Puga, também da Aerj.

Comunidade luta por libertação de Sinha

Desde maio, a comunidade do Complexo do Lins, na Zona Norte do Rio de Janeiro, vem se mobilizando contra uma grande injustiça cometida pela polícia e o Judiciário. No dia 12 de maio, o trabalhador negro Wilton Oliveira Costa, conhecido como Sinha, foi preso no seu local de trabalho, o Hospital Federal do Andaraí, acusado de ter roubado uma moto em fevereiro, no mesmo horário e dia em que ele estava trabalhando. Sinha foi levado para o presídio Ary Franco, conhecido como um dos piores presídios da capital.

Do luto à luta, os nordestinos em São Paulo

A história de Alexandre se confunde com a de milhares de outras crianças e jovens que perderam a vida por conta de um Estado que serve apenas para explorar os trabalhadores e garantir o lucro de uma minoria. Da mesma forma, a história de Cirilo, que, quatro meses após perder seu filho, faz agitação no bairro apresentando um jornal dos trabalhadores na luta pelo socialismo, se confunde com a história de tantos outros negros e nordestinos que vivem em São Paulo.

Rodoviários do Piauí estão há três meses sem salário

O cotidiano da vida do trabalhador rodoviário nos grandes centros urbanos do Brasil é desgastante e nocivo à saúde. Estes trabalhadores enfrentam condições inadequadas de trabalho, altas jornadas, constantes assaltos e um dia a dia estressante com grandes congestionamentos, sobrecarga muscular, acidentes e a má conservação das vias de tráfego. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), a profissão de motorista de ônibus urbano está entre as com maior nível de estresse no Brasil.

Plenária debate Poder Popular em Teresina

Com cerca de 90 participantes, a plenária foi bastante representativa e participativa, contando com a presença da juventude, mulheres, trabalhadores, professores, servidores públicos e jornalistas. Também prestigiaram o evento uma representação do PSOL, filiados do PT e correntes independentes da esquerda teresinense.

Trabalhadores essenciais, mas com baixos salários

Tal situação agora é agravada pela pandemia da Covid-19, que escancarou os problemas estruturais de saúde no Brasil, a falta de saneamento básico e de acesso à água potável e a importância de vivermos em cidades limpas. Vale destacar, inclusive, que, com um grande número de pessoas passando a maior parte do tempo em suas residências, houve um aumento significativo do volume de lixo domiciliar produzido em todo o país, aumentando o trabalho dos agentes de coleta.

Minas Gerais tem os piores índices de controle da Covid-19

Mais de três meses após o decreto de isolamento em Minas Gerais, o estado caminha a passos largos para se tornar o centro da contaminação pela Covid-19 no país. Os diferentes protocolos adotados para o isolamento social não foram cumpridos corretamente. Belo Horizonte adotou uma política mais enérgica, com o prefeito Alexandre Kalil (PSD) mantendo apenas os serviços essenciais e orientando a população neste sentido.

As torcidas organizadas representam a juventude das periferias

As torcidas organizadas de futebol vêm tendo um papel de destaque na luta contra qualquer tentativa de golpe militar no Brasil e na oposição ao governo fascista de Jair Bolsonaro. Foram diversos atos que ocorreram em várias capitais brasileiras e fortaleceram o sentimento antifascista no país. A Torcida Vozão Antifa é uma delas e vem atuando no Ceará na luta contra o avanço do fascismo e em prol das famílias pobres e periféricas que estão passando dificuldades na pandemia de Covid-19. O Jornal A Verdade entrevistou Emmanuel Lopes, que faz parte da Comissão de Articulação Institucional da torcida.

Novidades