UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 3 de dezembro de 2022

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Violência de gênero contra as mulheres na universidade

Nos últimos meses, vários foram os casos vivenciados pelas mulheres estudantes que, mesmo procurando ajuda, não puderam contar com o mínimo auxílio.

USP derruba casas do patrimônio histórico

Casas com mais de 120 anos serviram de moradia para várias gerações. Metade das casas já estava no chão quando a polícia chegou para interromper a ação.

Oposição é eleita para DCE da USP com a chapa “É tudo pra ontem”

Com 6.159 votos (62%), a chapa “É tudo pra ontem” (com a presença do Movimento Correnteza) conquista o DCE-Livre da USP Alexandre Vanucchi Leme, o maior e um dos mais históricos do país.

Chavoso da USP ministra aula pública em ocupação do MLB

A aula-pública, realizado em uma ocupação por moradia em Mauá, ajudou a aprofundar o debate sobre problemas enfrentados pelo povo pobre da periferia.

Correnteza realiza curso sobre história do movimento estudantil na USP

O dia foi marcado pela apresentação de duas obras imprescindíveis à nossa militância: Sobre o Movimento Estudantil - documento redigido por Manoel Lisboa de...

Poema – Cotidiano de Luta

Cotidiano de luta Beatriz Caroline - São Paulo Estudo com o meu povo: a realidade. Leio-a dentro do circular lotado, nas filas dos bandejões, na sala de aula às altas horas...

“FFLCH sem Papel”: a falsa justificativa da USP para atacar a permanência universitária

Beatriz Caroline e Victor Magalhães Afonso SÃO PAULO - Atualmente a Universidade de São Paulo (USP) tem um orçamento de 7,5 bilhões de reais, o...

Correnteza defende uma USP construída pelo povo

Correnteza organizou diversas atividades em defesa do retorno presencial e seguro que garantisse o direito dos(as) estudantes viverem a universidade.

Centro Acadêmico de História da USP realizou IV Semana de Ofícios do Historiador com o tema “Fazer História em Tempos de Crise”

A IV Semana de Ofícios do Historiador foi realizada pelo Centro Acadêmico de História da USP “Luiz Eduardo Merlino” com a gestão Ainda Assim Eu Me Levanto – construída por militantes do Movimento Correnteza – entre os dias 25 de outubro e 16 de novembro.

Terceirização e pandemia na USP

A união da categoria será fundamental para que as terceirizadas tenham seus direitos garantidos com maior estabilidade e avanços daqui pra frente.

Estudantes da USP homenageiam Stálin e seu papel na construção do socialismo

Com o auditório lotado, o evento contou com grande participação dos estudantes e movimentos sociais que reafirmam o papel singular de Stálin na construção...

Novidades