TwitterFacebookGoogle+

Moradores de Jundiapeba se manifestam nas portas da CTEEP exigir o fim da reintegração

Moradores(as) da cidade continuam resistindo às tentativas criminosas de despejo através de lutas e manifestações parciais.

Pedro Dragoni e Thales Caramante


Foto: Marcelo Viola/ Jornal A Verdade

MOGI DAS CRUZES (SP) – Ao final do protesto do último domingo (01) pelas ruas do bairro de Jundiapeba, a comissão do Movimento Jundiapeba por Moradia em conjunto com os moradores e moradoras – em clima de união, agitação e disposição de luta – e a contribuição do vereador Rodrigo Valverde (PT), decidiram por realizar manifestação em frente ao prédio ISA CTEEP – empresa proprietária da área em processo de reintegração – no bairro Vila Olímpia, zona sul da capital de São Paulo. A inciativa por tal ato demonstrou mais uma vez a vontade de se organizar para lutar pela defesa de tal substancial reivindicação.

Charge: Welio Almeida/Jornal A Verdade“CASA DE LUXO PARA OS RICOS, REINTEGRAÇÃO PARA OS POBRES” – O Prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo (PSDB), favorece empresas e construções de prédios de luxo para uma minoria de ricos, enquanto ignora a situação precária das moradias dos bairros operários na cidade e a reintegração promovida pela empresa capitalista CTEEP.


O protesto se deu durante toda a manhã em frente ao prédio da empresa e, graças à combatividade do povo de Jundiapeba, a ISA CTEEP foi obrigada a receber uma comissão com cerca de dez moradores (as) para diálogo cara-a-cara.

De acordo com informe repassado pelo Movimento Jundiapeba por Moradia, durante a reunião com representantes, a empresa declarou que em caso de a prefeitura de Mogi das Cruzes elaborarem uma proposta e um prazo determinados, a ISA CTEEP retiraria o pedido de reintegração de posse. Já na avaliação da comissão dos(as) moradores(as), o diálogo fora uma vitória parcial, pois se criara uma abertura para os moradores se movimentarem ainda mais por mais tempo.

A ISA CTEEP (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista) é uma das principais concessionárias privadas de transmissão de energia elétrica do país, transmitindo cerca de 25% da energia produzida no Brasil e 60% da energia consumida na região Sudeste. Desde 2018, a empresa vem operando ações de reintegração (a primeira em 2018 e agora a segunda ação) com o discurso de que as famílias estariam em área de risco dado à proximidade das residências junto às torres de energia. Entretanto, querem realizar tal ato sem dar ressarcimento às famílias que residem no local há décadas, pagam seus impostos e afirmam que jamais houve qualquer acidente em função da proximidade às torres.

Há qualquer momento a empresa junto à prefeitura pode executar a ação de despejo e por conta disso, o povo de Jundiapeba está mais do que ciente de que a organização deve continuar e tem de ser sem-tréguas, ou de outro modo, o pior pode acontecer ainda essa semana.

Foto: Marcelo Viola/Jornal A Verdade


Os moradores e moradoras, junto a outras forças democráticas e populares, participaram em forma de protesto neste sábado dia 7 de Setembro do evento Grito dos Excluídos que ocorreu em Mogi das Cruzes no centro da cidade.

Os demais jornais da cidade buscaram minimizar a luta da população mogiana por moradia, muitas vezes ignorando completamente as movimentações da empresa e seus objetivos principais, buscando reduzir o verdadeiro impacto que essa ação tende a criar. O Jornal A Verdade cumpre o papel de ser a voz dos moradores e estará acompanhando passo a passo o processo de desenvolvimento da luta de classes na região, particularmente na periferia de Mogi.

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
216

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações