UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Avança preparativos para 23ª Eijaa

O 23° Encontro Internacional da Juventude Antifacista e Antiimperialista (EIJAA) acontecerá nos dias 4 a 11 de agosto, em Caracas,Venezuela, com a expectativa da participação de 1.000 jovens, sendo 500 delegados internacionais de 20 países de todos os continentes.

A programação do EIJAA, será intensa, com cinco temas centrais: 1) A crise do capitalismo: seus efeitos sobre a juventude e suas saídas; 2) A luta dos jovens no mundo por democracia e participação política; 3) Educação: Os modelos atuais e as propostas dos movimentos estudantis; 4) Os movimentos culturais do século XXI e 5) A luta pelo meio ambiente é para a vida. Além disso, teremos debates complementares, como o tema da mulher jovem e também atividades recreativas, culturais e esportivas.

Segundo o  do Comitê Nacional Preparatório da Venezuela “a realização do 23° EIJAA desperta grandes expectativas na juventude venezuelana. Esperamos um salto qualitativo na organização dos jovens, e um aprofundamento da luta da juventude por seus direitos”.

Sobre a importancia de sediar esse evento, os membros do Comitê Preparatório na Venezuela afirmaram a A Verdade que “O mais importante de tudo isso é o compromisso revolucionário, educar os jovens a compreender o perigo representado pelo fascismo para o nosso povo, e a necessidade de lutar contra ele de forma organizada, com a clareza de que a única saída para povo é a construção do socialismo científico. Isto para nós é um imenso desafio que nos enche de entusiasmo e sem dúvida nos dará a oportunidade de fazer avançar a luta revolucionária.”

O Encontro acontecerá em meio as eleições presidenciais na Venezuela, e o Comitê organizador venezuelano reconhece que a realização do 23º EIJAA próximo às eleições desempenha um papel muito importante na mobilização, educação e organização da juventude.

Também no Brasil é grande a expectativa para participar do Encontro. A delegação brasileira está sendo coordenada pela União da Juventude Rebelião (UJR) com a criação em cada estado dos Comités  de Preparação do EIJAA e a organização dos lançamentos públicos, buscando convocar amplamente a juventude  para lutar pelo fim da opressão e por um mundo de paz e fraternidade.

Ana Gabriela Fontana, Belo Horizonte

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes