UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 25 de junho de 2022

Zumbi, maestro da liberdade

ZUMBI. MAESTRO DA LIBERDADE20 de novembro é dia nacional da Consciência Negra. Data de referência nacional da luta contra o racismo e pela inclusão social do negro e negra. Essa data foi escolhida por que no mesmo dia em 1965, caio em combate o imortal ZUMBI DOS PALMARES. O maior ícone da resistência ao escravismo. Desde sua adolescência, ZUMBI mostrava um profundo pensamento de generosidade, solidariedade e coragem. Depois dos vermes colonizadores sequestrarem seus pais, o entregou a um padre. Com esse padre, ZUMBI teve carinho, cuidado e educação e aos 15 anos, já sabia o difícil Latim. Mesmo com mordomia, carinho e educação, ZUMBI refletiu e tomou uma decisão de juntar-se aos seus irmãos negros que era submetido a todo tipo de humilhação e exploração. Com sua inteligência e estratégia militar, construiu uma comunidade chamada QUILOMBO DOS PALMARES que chegou a ter mais de 30 mil negros que fugiam das senzalas. Nesta comunidade, não havia exploração. Todos trabalhavam para produzir e o resultado da produção era divido para todos. PALMARES deu um grande golpe no governo dos colonizadores e mostrou que a organização e a luta, poderiam acabar com as injustiças.

Foram necessárias várias expedições para o governo brasileiro que representava Portugal, massacrar Palmares com um verdadeiro genocídio depois de 100 anos de existência.

A escravidão não acabou. Zumbi vive!

Apesar da história oficial ensinada nas escolas falar que acabou a escravidão no Brasil, a realidade é outra. Mais de 30 mil negros são mortos por ano. Menos de 3% estão nas universidades. São maiorias moradores das favelas e no desemprego. Tem o menor salário que o branco.

Como a escravidão não tem cor, não é só o negro que vive nesta situação. No Brasil, 5,5 milhões de famílias não tem moradias, 15 mulheres morrem por dia, é grande o desemprego, a fome, miséria, violência e a morte de jovens por ano. O salário é pequeno. A educação, a saúde e o transporte e de péssima qualidade.
Essa situação atinge negros, brancos, pardos, índios. Essas mazelas sociais existem por vivermos em uma ordem social econômica e política, o capitalismo, que através da exploração ,favorece unicamente aos ricos.

Por isso, ZUMBI DOS PALMARES VIVE através das passeatas dos estudantes, da greve dos trabalhadores, das ocupações de terras por moradia e comida, da luta contra violência das mulheres.

” Zumbi, comandante guerreiro
Ogunhê, ferreiro-mor, capitão
Da capitania da minha cabeça
Mandai a alforria pro meu coração
(…) Brasil, meu Brasil brasileiro
Meu grande terreiro, meu berço nação
Zumbi protetor, guardião padroeiro
Mandai a alforria pro meu coração”
Gilberto Gil

Kleber Santos, Coordenador do MLB, Militante do PCR e Estudante de Ciências Sociais da UFRPE

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes