UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Ato em Natal homenageia combatentes da Ditadura

Ato em Natal homenageia combatentes da DitaduraNo dia 1ᵒ de abril, em Natal, Rio Grande do Norte, cerca de 700 pessoas realizaram uma passeata pelas ruas do centro da capital potiguar para repudiar o famigerado golpe civil-militar fascista realizado neste lamentável dia em 1964.

Construíram e participaram deste ato diversas entidades e partidos de esquerda, entre eles o PCR, PT, PSOL, PSTU, PCdoB, POR, Consulta Popular, UJR, LPJ, UBES, DCE-UFRN, UESP, MLB, Movimento de Mulheres Olga Benário, Marcha Mundial de Mulheres, MST, CUT, CSP-Conlutas e diversos sindicatos.

A concentração se deu às 14 horas na Av. Rio Branco na altura do viaduto do Baldo. Antes da passeata sair foram chamados os nomes dos companheiros e companheiras assassinados e desaparecidos pela ditadura do RN, com todos respondendo: “presente, agora e sempre!” A chamada se repetiu diversas vezes durante a caminhada. Ainda foi apresentado um esquete teatral e todos seguiram pela Av. Rio Branco. Passando em frente a prefeitura o ato relembrou a trajetória do prefeito Djalma Maranhão que fora cassado pela ditadura.

Durante todo percurso aconteceram as intervenções que denunciavam os crimes hediondos cometidos pela ditadura e como a impunidade destes crimes repercutem na prática da tortura que acontecem ainda hoje nas delegacias, presídios e periferias do país. E que a atual criminalização dos movimentos sociais, semelhante ao período ditatorial, deve ser repudiada pela sociedade.

O ato foi encerrado na Praça Pedro Velho. Lá falaram as representações dos Partidos presentes. Representando o PCR, Alex Feitosa dedicou sua fala ao revolucionário Emmanuel Bezerra dos Santos, militante do PCR assassinado em 1973, afirmando que sua luta continuava nos dias de hoje, pois a luta contra a ditadura era também uma luta para por fim a exploração capitalista e pelo socialismo.

Alex Feitosa, Natal

Seguem presentes na luta os companheiros e companheiras potiguares:

Anatália de Souza Alves de Melo
Assassinada pela ditadura militar
Djalma Maranhão
Morto no exílio no Uruguai
Édson Neves Quaresma
Assassinado pela ditadura militar
Emmanuel Bezerra dos Santos
Assassinado pela ditadura militar
Gerardo Magela Fernandes Torres da Costa
Assassinado pela ditadura militar
Hiran de Lima Pereira
Assassinado e desaparecido pela ditadura militar
José Silton Pinheiro
Assassinado pela ditadura militar
Lígia Maria Salgado Nóbrega
Assassinada pela ditadura militar
Luíz Ignácio Maranhão Filho
Assassinado e desaparecido pela ditadura militar
Luís Pinheiro
Assassinado e desaparecido pela ditadura militar
Virgílio Gomes da Silva
Assassinado pela ditadura militar
Zoé Lucas de Brito
Assassinado pela ditadura militar

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes