UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 3 de dezembro de 2022

Famílias se mantêm mobilizadas contra a truculência da prefeitura de São Bernardo

Passeata nas ruas de São Bernardo do Campo
Passeata nas ruas de São Bernardo do Campo

Na manhã do dia 29, a Guarda Civil Municipal – GCM retirou de maneira truculenta, sem mandato judicial e sem negociação, com o uso de bombas e de balas de borracha, as 400 famílias que ocuparam um terreno vazio há mais de 10 anos nas proximidades da avenida dos imigrantes.

Organizada pelo Movimento de Luta nos Bairros Vilas e Favelas – MLB, a ocupação, além de reivindicar o direito à moradia, também protestou contra os cortes nos investimentos sociais anunciados pelo governo federal.

A ação da Guarda municipal constitui um flagrante crime, pois o terreno é privado e os policiais da guarda não agiram sob qualquer mandato judicial, já que a função de cumprir qualquer reintegração de posse pertence à PM. O prefeito da cidade, Luís Marinho do PT, é portanto o responsável por essa ação.

Após atenderem as mulheres e crianças feridas na ação, as famílias se reagruparam e seguiram em marcha até a casa do prefeito da cidade, na Rua Padre Tarcisio Zanotti, Bairro Santa Terezinha.

A decisão unânime das famílias é de seguir na luta pela reforma urbana e responder com mais mobilizações à repressão da prefeitura e da GCM.

Da Redação, São Paulo.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes