UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Aleida Guevara, filha do Che, não foi ver a missa do Papa.

Aleida Guevara
Aleida Guevara

Em entrevista a Agência France Press, Aleida Guevara, filha de Che Guevara e Aleida March, médica pediatra e ativa militante comunista na ilha, explicou as razões de não comparecer à missa campal promovida pelo Papa Francisco (Jorge Mario Bergoglio) na cidade de Havana.

Para Aleida, não se pode esquecer ou subestimar a história de dominação e opressão da Igreja Católica na América Latina.

Como comunista, Aleida entende que a liberdade de culto e de professar uma fé religiosa deve ser defendida. Para ela, que não é católica, comparecer a um culto católico sem professar a mesma fé pode parecer atitude hipocríta.

O Papa esteve nas cidades cubanas de Havana, Holguín e Santiago de Cuba. Durante sua estadia, o governo cubano agradeceu a mediação do vaticano nas negociações com o governo dos EUA pela normalização das relações diplomáticas.  De Cuba, o Papa partiu para os Estados Unidos.

Abaixo, reproduzimos o vídeo da entrevista de Aleida publicado no site de notícias UOL:

Crítica da Igreja, filha de Che Guevara diz que não irá à missa do papa

 

Da Redação

Outros Artigos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes