UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 7 de dezembro de 2022

Homenagem a Manoel Lisboa nas ruas de Manaus

rua manoel lisboaO dia 01 de abril de 1964 marcou a história do nosso país como um grande período de retrocesso depois de instaurada a ditadura militar. O Centro Cultural Manoel Lisboa no Amazonas, com o apoio da União da Juventude Rebelião (UJR) e a Unidade Popular pelo Socialismo (UP) rebatizaram a Rua Presidente Castelo Branco para Rua Manoel Lisboa.

Os ditadores, em aliança com a burguesia nacional e o capital estrangeiro, muito fizeram para oprimir, torturar e matar os que lutavam por liberdade e pelo socialismo, a exemplo de Manoel Lisboa de Moura, que organizou a luta estudantil em Maceió, Alagoas, e, em 1966, fundou o Partido Comunista Revolucionário (PCR).

Em 1973, Manoel foi pego pela polícia quando dava assistência a uma operária numa praça. Ele sabia de tudo da sua organização, mas foi coerente com o que sempre pregava (“delação é traição, e traição é pior que a morte”) e não entregou nada à polícia. Manoel Lisboa foi duramente torturado e assassinado.

Para que nunca se esqueça, para que nunca mais aconteça, precisamos resgatar a verdadeira história de luta do povo, que não abre mão de seus direitos e sua liberdade. O Estado ainda hoje tem uma dívida com o povo, que é punir todos os torturadores e lutar por mais democracia e direito para a juventude, mulheres e trabalhadores.

Centro Cultural Manoel Lisboa

União da Juventude Rebelião

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes