UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

Militar chileno responsável pelo assassinato de Víctor Jara é condenado

Víctor Jara_01

Um tribunal federal de Orlando, nos EUA, condenou, no último dia 27 de junho, o ex-tenente do Exército chileno Pedro Barrientos a pagar US$ 28 milhões à família do cantor Víctor Jara, morto logo após o golpe militar no Chile, em 1973. Barrientos, que é naturalizado norte-americano, foi apontado pela acusação de ser responsável pela tortura e assassinato de Jara.

“Aqui começa a justiça para todas as famílias do Chile que esperam conhecer o destino de seus seres queridos”, disse a viúva do cantor, Joan Turner Jara. Anos atrás, a Justiça chilena já havia identificado o ex-tenente como responsável pelo crime, mas nunca conseguiu que os Estados Unidos o extraditassem.

Víctor Jara morreu no Estádio Nacional do Chile, no dia 16 de setembro de 1973. Segundo a autópsia, o artista foi alvejado com “pelo menos 44 impactos de bala”.

Para a presidenta do Agrupamento de Familiares de Detidos Desaparecidos (AFDD), Lorena Pizarro, “o veredicto é o resultado de uma longa luta. Não tem a ver com a indenização, e sim com haver um tribunal que diz existir um responsável pelo crime contra Víctor Jara, apesar de tantos anos de impunidade”.

Da Redação

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes