UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Povos indígenas conquistam vitória no RN

No dia 23 de março deste ano, foi publicado pelo governo federal o Decreto 9.010, que extingue diversas estruturas operativas da Funai. Concretamente, o Decreto é a política de desmantelamento do órgão indigenista, comprometendo o atendimento das reivindicações dos povos indígenas em todo o país.

Uma das unidades operativas fechadas foi no Rio Grande do Norte, onde existe apenas uma Coordenação da Funai atender diversas comunidades indígenas espalhadas pelo território potiguar, das etnias potiguara, tapuia e tapuia-paiacú. O fechamento da Coordenação Técnica Local (CTL) acarreta um prejuízo enorme para estas populações, uma vez que ainda sofrem bastante com a invisibilidade e o preconceito institucional.

Como resposta a esses ataques, o movimento indígena, de forma organizada, ocupou a sede da CTL desde o dia 03 de abril, estando determinado a resistir e lutar pelos seus direitos e pelo cumprimento da Convenção 169 da OIT, que prevê a consulta prévia às Organizações Indígenas a respeito de toda ação administrativa que os impacte diretamente.

No dia 06 de abril, as comunidades indígenas, em conjunto com o MLB, a Marcha Mundial de Mulheres e outros movimentos sociais fecharam a via que dá acesso ao aeroporto do Estado. Por volta das 07h00 centenas de pessoas estavam na rodovia impedindo o trânsito e exigindo a revogação do Decreto.

Às 10h00, o presidente nacional da Funai enviou comunicado afirmando que cederia à pressão do movimento, dando garantia de que a sede não seria fechada. Uma grande vitória da luta do povo organizado e unido defendendo seus direitos. Minutos antes, a Polícia Militar reprimiu com bastante violência os manifestantes, usando balas de borracha, gás lacrimogêneo e bombas para dispersar o povo que estava defendendo seus direitos, cumprindo o papel de serviçal das elites brasileiras.

Após 517 anos, o genocídio dos povos indígenas continua em nosso país. Fazem isso para atender aos interesses dos donos de terra, dos capitalistas que lucram com a morte e sofrimento do povo. Mas continuarão a encontrar uma forte disposição de luta do povo brasileiro.

Redação RN

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes