UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Ataque Contra Manifestação do MST Deixa Vítima Fatal

Foto: Divulgação


VALINHOS (SP) Na manha desta quinta-feira (18), trabalhadores da ocupação Marielle Vive realizavam uma manifestação reivindicando o fornecimento de água no acampamento, quando foram surpreendidos por um homem em uma caminhonete, que avançou em alta velocidade contra o grupo.

Um morador, identificado como Luiz Ferreira da Costa, de 73 anos foi socorrido e levado à UPA de Valinhos mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Um cinegrafista que acompanhava o ato, também foi atingido mas passa bem.

Após negociação com a polícia militar, a estrada onde o crime ocorreu foi liberada.

Em nota, o MST expressou indignação diante do crime. “Exigimos a punição imediata a este assassino, que age sob o clima de terror contra os movimentos populares, incentivado por autoridades irresponsáveis que estão no governo brasileiro. O Acampamento conta com mais de mil famílias e existe desde o dia 14 de abril de 2018 na Fazenda Eldorado Empreendimentos Ltda. A manifestação tinha como objetivo uma questão humana básica: pressionar a prefeitura por fornecimento de água. As famílias também lutam pelo direito de Reforma Agrária. Na manhã desta quinta-feira (18), as famílias do Acampamento Marielle Vive em Valinhos (SP), integrantes do MST realizavam uma manifestação com entrega de alimentos na Estrada do Jequitibá, Km 07, em frente ao Acampamento, quando foram surpreendidas por um homem com uma caminhonete em alta velocidade que jogou o veículo contra os manifestantes. Existem vários feridos e uma pessoa infelizmente foi a óbito, o senhor Luiz.

A ocupação Marielle Vive existe desde abril de 2018 e abriga mais de mil famílias que sofrem com o descaso do poder público, tendo diariamente direitos básicos negados.

A agenda fascista do atual governo agrava cada vez mais a situação, quando nos criminaliza e incentiva de maneira irresponsável, os ataques aos movimentos populares.

Exigimos a punição imediata do assassino, e respeito pelos trabalhadores que lutam pela sobrevivência em meio a um sistema que perpetua desigualdade e massacra os mais pobres.

Redação São Paulo
Jornal A Verdade


Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes