UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Carnaval na Saúde de Campina Grande

Neste último dia 12, aconteceu um ato dos trabalhadores da Saúde de Campina Grande (PB). Agentes comunitários de saúde e de combate a endemias (ACS e ACE) reivindicaram a efetivação das progressões dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), melhores condições de trabalho, pagamentos efetuados em dia e o cumprimento do reajuste do piso nacional.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), Giovanni Freire, “os servidores reclamam da falta equipamentos, salas de vacinas sem ter geladeira, o que prejudica também a população”.

A mobilização teve início às 09h00 com carro de som no pátio da Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande (SMS) e seguiu com um bloco puxado por fanfarra, percorrendo os corredores do prédio ao som da marchinha “me dá um dinheiro aí”.

O cortejo do “Bloco famintos por dinheiro” (referência à Operação Famintos, que investiga desvios de verba da merenda escolar em Campina Grande), fez muito barulho e apontou o desrespeito da SMS e do prefeito Romero Rodrigues (PSD) com os servidores. Existe uma agenda de outros atos organizados pelo Sintab.

Militantes da União da Juventude Rebelião (UJR) e Unidade Popular (UP) estiveram presentes, dando apoio aos trabalhadores, conversando com os presentes e divulgando o jornal A Verdade.

De acordo com o site do Sintab, em 2020, o vencimento-base passou para R$1.400 para os agentes em início de carreira. Sem a progressão atualizada, os ACE e ACS deveriam receber o vencimento de R$ 1.540.

Renan Lutiane, Campina Grande

Outros Artigos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes