TwitterFacebook

Trabalhadores da limpeza urbana em defesa de suas vidas

Foto: Jornal A Verdade

Carta Aberta à População de João Pessoa (PB)

A Diretoria do SINDLIMP-PB realizou, nos últimos dias, patrulha nas três empresas que hoje prestam serviço de limpeza urbana em João Pessoa (com contrato de emergência) e detectou condições desumanas de trabalho para o conjunto dos trabalhadores, especialmente para os agentes de limpeza. Inclusive, não existe qualquer preocupação em prevenir o contágio pelo Covid-19, descumprindo todos os protocolos das autoridades de saúde e dos governos.

Em uma das empresas, por exemplo, a água potável foi cortada há dias. Em outra, não há refeitório e os trabalhadores fazem suas refeições em meio a material infectado, ao lado dos caminhões coletores. Nas três empresas não foi identificado sabão/detergente em quantidade suficiente, nem muito menos álcool em gel (70%).

Assim, em reunião da Diretoria realizada na manhã deste dia 20, o Sindlimp-PB decidiu dar um prazo para solução destes problemas até o próximo dia 24. Se, até lá, não houver solução satisfatória, o sindicato irá tomar medidas enérgicas já a partir do dia 25 para garantir a vida dos trabalhadores da limpeza urbana e de seus familiares.

De imediato, reivindicamos da EMLUR e das empresas que prestam serviço de limpeza urbana em João Pessoa:

1. Água potável e sabão/detergente para a higiene pessoal;
2. Bebedouros e recipientes apropriados, além de copos descartáveis, para consumo de água;
3. Toalhas de papel;
4. Álcool em gel (70%) para todos os funcionários, nas garagens, nos trechos e nos caminhões;
5. Higienização das cabines dos caminhões coletores e dos ônibus que transportam os funcionários para as atividades externas;
6. Dispensa, sem ônus ao funcionário, para todos que tenham mais de 60 anos, gestantes, lactantes ou outro enquadramento de grupo de risco.

Os trabalhadores da limpeza urbana prestam um serviço essencial à saúde pública. Não podem ser desprezados pelas empresas e pela Prefeitura Municipal. Sem eles, a cidade ficaria sem condições mínimas de habitação e circulação.

Neste momento de crise generalizada, um caso de coronavírus entre estes trabalhadores colocaria em risco toda a população de João Pessoa, já que os agentes de limpeza percorrem diariamente todos os bairros da cidade.

Queremos respeito e dignidade! Nossas vidas estão acima dos lucros das empresas!

João Pessoa (PB), 20 de março de 2020.

Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Limpeza Urbana do Estado da Paraíba (Sindlimp-PB)

Print Friendly, PDF & Email
pvc_views:
105

1 comment

  1. Maria Oliveira

    Todo o meu respeito aos profissionais da limpeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações