TwitterFacebook

UP denuncia ao MPF “acampamento” fascista

“Acampamento” da quadrilha fascista em Brasília. Foto: reprodução.

Da Redação

Na última segunda (10), o Diretório Nacional da Unidade Popular entrou com uma representação no Ministério Público Federal para que seja investigado o acampamento fascista na Esplanada dos Ministérios em Brasília. Usando como base a notícia dada pelo portal Congresso em Foco, do UOL, a representação cita três chefes do bando que está acampado: Sara Winter, Marcelo Stachin e Paulo Felipe.

Na ação o partido afirma que os três citados “agem deliberadamente com intenção criminosa contra a democracia, o estado democrático de direito, a liberdade de imprensa, o livre funcionamento e independência dos poderes, fazem apologia e divulgação de crimes, a defesa da ditadura e do AI-5, defesa de golpe militar, ameaça de morte de ‘esquerdistas’, com indícios fortes de organização criminosa”.

A própria Sara Winter afirmou ontem à BBC News que o bando acampado na Esplanada se encontra armado. A quadrilha tem recebido financiamento de fontes desconhecidas e participa ativamente dos atos a favor de Bolsonaro. Num dos atos houve, inclusive, agressões a jornalistas de diversos veículos.

No fim da representação a UP apresenta a necessidade “de apurar as denúncias de eventuais crimes praticados e/ou em vias de serem práticos, com a urgência que a denúncia requer, e em caso de comprovação dos crimes elencados e atribuídos aos representados, todas as medidas legais para apresentação de Denúncia, estabelecendo-se o devido processo, com julgamento e condenação, na forma da lei”.

Veja abaixo a íntegra da representação da Unidade Popular:

representação MP

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações