TwitterFacebook

Congresso da Unidade Popular aprova pré-candidaturas

CANDIDATURAS POPULARES – O novo partido Unidade Popular Pelo Socialismo (UP) lança pré-candidaturas em Fortaleza, Ceará. (Foto: Claudiane Lopes/Jornal A Verdade)

Redação Ceará
Jornal A Verdade

CEARÁ – No último dia 27 de junho, a militância da Unidade Popular no Ceará realizou seu 2º Congresso Estadual e o 1º Congresso Municipal de Fortaleza, reunindo em plataforma online diversos filiados e núcleos da capital e de cidades como Caucaia, Pacatuba, Crato e Juazeiro do Norte.

A atividade começou com uma homenagem às vítimas de Covid-19 no Estado, em especial aos companheiros Francisca Bernardo e Francisco Antônio Gomes, militantes do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) que perderam suas vidas para a pandemia e o descaso do governo com o povo pobre.

Os congressos seguiram com o debate sobre conjuntura nacional e estadual, estratégia da UP para as Eleições 2020 e apresentação da proposta de Programa de Governo para a cidade de Fortaleza.

Representando o Diretório Nacional da UP, a companheira Samara Martins, vice-presidente do partido, afirmou que “a crise econômica é sempre paga pelo povo brasileiro, que morre de fome, de Covid ou pela mão da polícia”. Para ela, a resistência e a luta popular são fundamentais para mudar esse quadro. “É legítimo que o povo vá às ruas, ainda que defendamos o isolamento social, pois ele não foi garantido desde o começo à classe trabalhadora. A luta do povo se faz em todos os espaços possíveis, mas, sobretudo, nas ruas. Vamos reagir e honrar todos os heróis e heroínas que tombaram em nome da democracia e da liberdade ao longo de nossa história”, disse.

Sobre a situação do Ceará, Paula Virgínia, pedagoga e presidente estadual da UP, afirmou que “Fortaleza é a terceira cidade no Brasil que mais fechou postos de trabalho neste ano, e que o aumento da violência contra crianças e mulheres durante a pandemia revela o cruel sistema capitalista em que vivemos e a necessidade urgente de transformarmos essa sociedade numa sociedade socialista”.

Ao longo de toda a atividade, várias falas reforçaram os elementos colocados por Samara e Paula e trouxeram a memória dos homens e mulheres que tombaram na luta contra a ditadura militar, denunciaram a violência policial nos bairros periféricos de Fortaleza, o desemprego, o aumento da violência contra as mulheres e a intenção do senador Tasso Jereissati (PSDB) de privatizar a água e o saneamento em nosso país.

Em seguida, Michell Gomes, do Diretório Estadual da UP, apresentou a proposta de programa da UP para as eleições municipais de 2020, que foi elaborada coletivamente por diversos militantes do partido e aliados. Todas as propostas serão debatidas amplamente com a população para, assim, finalizarmos a nossa plataforma eleitoral”, explicou.

Por último, foram aprovados o novo Diretório Estadual e Municipal da Unidade Popular, além da pré-candidatura à Prefeitura de Fortaleza e os pré-candidatos a vereadores: Paula Virgínia e Serley Leal (pré-candidatos a prefeita e vice-prefeito), Claudiane Lopes, Fábio Andrade e Assis Leandro, pré-candidatos à Câmara Municipal. Com isso, a Unidade Popular espera se apresentar nas eleições com companheiros e companheiras comprometidos com a defesa de um programa popular e revolucionário para mudar as cidades brasileiras, denunciar os crimes do governo fascista de Bolsonaro, dos banqueiros e generais e desenvolver as lutas da classe trabalhadora contra a exploração capitalista. 

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações