TwitterFacebook

Casa regional de passagem Carolina Maria de Jesus, no ABC Paulista, lança manifesto

PELA VIDA DAS MULHERES – Movimento de Mulheres Olga Benário realizou mais duas ocupações de mulheres no ABC Paulista no último fim de semana (Foto: A Verdade)

Thais Gasparini 

SÃO PAULO – A Coordenação da Casa de Passagem Carolina Maria de Jesus, ocupação do Movimento de Mulheres Olga Benário na cidade de Santo André, região do ABC Paulista, lançou nessa segunda feira (26) um manifesto em defesa da ocupação, com objetivo de apresentar a casa à sociedade e crescer e consolidar a rede de apoiadores.

Segue na íntegra o texto do manifesto, os apoiadores que assinam a carta e o link para novos apoios:

MANIFESTO EM DEFESA DA CASA REGIONAL DE PASSAGEM CAROLINA MARIA DE JESUS

Pela vida das mulheres do ABC Paulista.

Na manhã do dia 25/07, data em que comemora-se o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, dezenas de mulheres trabalhadoras, organizadas pelo Movimento de Mulheres Olga Benario, ocuparam um imóvel abandonado há quase 20 anos na cidade de Santo André.

O movimento homenageou a grande mulher, negra, lutadora e escritora, Carolina Maria de Jesus. Pretendemos transformar o espaço em uma Casa de Passagem Regional, atendendo que apesar da enorme luta das mulheres há mais de 20 anos, ainda inexiste na região. 

A CASA CAROLINA surge pela necessidade da defesa da vida das mulheres. O Brasil é o 5º país do mundo em que mais assassina mulheres. Só no último ano, uma em cada 4 mulheres foi vítima de violência em nosso país. Durante a pandemia, 8 mulheres foram agredidas por minuto, a maioria por parceiros ou ex-parceiros. Em 2018 e 2019, uma média de 4 mulheres foram mortas por dia. A cada hora, 4 meninas menores de 13 anos são estupradas. Somente no primeiro semestre de 2020, 631 mulheres foram vítimas de feminicídio. A maior parte eram mulheres negras.

No ABC Paulista a violência também aumentou. Segundo o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a cada 3 horas uma mulher precisa de medida protetiva de urgência pois corre risco de morte ou à integridade física. Além disso, cresceu em 73% o número de abusos e estupros de vulneráveis. 

Por outro lado, nacional e regionalmente, as políticas existentes para o enfrentamento da violência contra as mulheres são insuficientes. 

O Brasil possui 5568 municípios e apenas 2,4% destes municípios contam com casas-abrigo e apenas 417 possuem delegacias especializadas em crimes contra as mulheres (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher – DEAM) e a maioria das delegacias não funcionam no período noturno nem aos finais de semana. 

Além disso, nos últimos anos tem sido visto um sucateamento dessas poucas políticas existentes, cortes de verbas, promessas não cumpridas, extinção de secretarias municipais de mulheres, entre outros.

As mulheres organizadas são capazes de lutar e conquistar uma sociedade justa, que não nos violenta e nos mate todos os dias. A conquista desta Casa de Passagem é uma vitória para todas as mulheres da região. 

As mulheres do movimento hoje estão cumprindo uma função que vem sendo negligenciada há muito tempo pelo poder público regional. É muito simbólico que a inauguração destes espaços tenha sido realizada no dia da mulher Negra Latino Americana e Caribenha, um dia marcado pela luta das mulheres na região do ABC nos últimos anos. No mesmo dia que se completam 04 anos da Casa Helenira Preta, nasceram duas novas Casas em defesa da vida das mulheres. A Casa Carolina em Santo André e a Helenira Preta 2 em Mauá.

A luta das mulheres é a única forma possível de sua libertação. Enquanto houver violência contra a mulher, haverá luta. 

A Casa Regional de Passagem CAROLINA MARIA DE JESUS nasce para salvar a vida das mulheres do ABC Paulista e reivindicar que a gestão pública regional fortaleça a rede de proteção à mulher, aumentando o financiamento dos equipamentos públicos que atendem às mulheres. É fundamental que a Casa de Passagem Carolina Maria de Jesus seja reconhecida como um equipamento público, que integre e fortaleça essa rede.

Contra a violência às mulheres!

Pela vida das mulheres!

Endereço da Casa Regional de Passagem Carolina Maria de Jesus: Av Dom Pedro I, nº 939 – Vila America – Santo André.

Formulário para novas assinaturas:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf2YKH9dg492WbTX2S7MUgwLdPUz2cI_fOS5teDjVdnL5gzdg/viewform

Apoios:

Unidade Popular
Vereador de Santo André Wagner Lima (PT)
Vereador de Santo André Ricardo Alvarez (PSOL)
Mandato Mulheres por Mais Direitos (PSOL)
Movimento de ativistas sociais de Santo André (MASSA)
PT Ribeirão Pires
Central Única dos Trabalhadores do ABC (CUT ABC)
Promotoras Legais Populares (PROLEG) Santo André
APEOESP
Federação Nacional dos Estudantes em Ensino Técnico (FENET)
União da Juventude Rebelião (UJR)
ARES ABC
DCE UFABC
DCE UNIFESP
IPED
Casa de Referência para mulher Helenira Preta
Casa de Referência para mulher Laudelina de Campos Melo
Sindicato dos Bancários
Grêmio ETEC Julio de Mesquita
União dos Movimentos de Moradia (UMM)
Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas
Movimento de Defesa dos Direitos dos Moradores em Núcleos Habitacionais de Santo André (MDDF)
Ocupação Manoel Aleixo
Ocupação dos Imigrantes Jean Jacques Dessalines
DALC IFSP
Associação Independente dos Trabalhadores Terceirizados (AIT)
ENAEP Entre-Nós Assessoria, Estudos e Pesquisa em Gênero e Raça.
Instituto Abaré de fomento à autogestão popular
Escola Tamuya de Formação Popular
Escola Nacional Eliana Silva
Coletivo Mulheres na Trincheira
CA BCT UFABC
Coletiva de Mulheres PT
Coletiva de Mulheres
Movimento Luta de Classes
Movimento Correnteza

APOIE E DEFENDA A LUTA DAS MULHERES, ASSINE O MANIFESTO!
É pela vida das mulheres!

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações

%d blogueiros gostam disto: