TwitterFacebook

Manifestação contra o bloqueio a Cuba é realizada no Rio

Manifestação foi realizada no centro do Rio, em frente ao Consulado dos EUA. Foto: Vanessa Menezes/Jornal A Verdade

Ontem (26), em homenagem aos 68 anos do início do processo revolucionário cubano, manifestantes de diversas organizações se concentraram na frente da Consulado dos EUA, no centro do Rio. A manifestação denunciou os ataques do país imperialista à soberania e economia cubanas.

Igor Barradas | Redação Rio

MANIFESTAÇÃO – Ontem (26), em ato público realizado na capital fluminense, militantes de diversas organizações políticas e sociais fizeram um ato em defesa da Revolução Cubana. Na manifestação, foi denunciada os ataques da maior potência do planeta à sua sociedade imposto pelo bloqueio econômico, que já dura 60 anos.

A Revolução Cubana até hoje tem o reconhecimento por várias conquistas políticas e sociais que mudaram radicalmente a história da América Latina. A vitória dos revolucionários, em 1959, garantiu conquistas como a nacionalização de todas as empresas estrangeiras, a reforma agrária e a erradicação da fome e do analfabetismo. Todos esses feitos até hoje despertam solidariedade e admiração de dos trabalhadores e povos do mundo. 

No ato de ontem, diversas organizações tomaram parte, como PCR (Partido Comunista Revolucionário), a UJR (União da Juventude Rebelião) e a UP (Unidade Popular). A convocação e organização se deu através da militância da Associação Cultural José Marti – RJ e do Movimento Brasileiro de Solidariedade à Cuba.

‘’Pelo fim do criminoso bloqueio a Cuba!’’

A principal pauta dos manifestantes foi a denúncia do criminoso bloqueio econômico, comercial e financeiro do imperialismo estadunidense à Cuba. Essa luta, reafirma os princípios do internacionalismo proletário, demonstrando que a luta em defesa dos oprimidos não pode se limita pelas fronteiras de um território.

No contexto de crise global da saúde, Cuba mostrou, como nenhum país, sua elevada postura moral ao enviar missões humanitárias de saúde a diversos países do mundo. Enquanto isso, os EUA promovem uma série de medidas repressivas que vão desde boicote, embargos, espionagens e propagandas difamatórias, e o impedimento do país de importar até seringas do exterior necessárias para o combate do Covid-19.

Cuba perde por ano o equivalente a 3 vezes o orçamento de saúde do estado do Rio

O bloqueio econômico a Cuba rende um prejuízo diário de 15 milhões de dólares (75 milhões de reais) à economia da ilha caribenha. Esta situação faz com que, a cada 100 dias, a sociedade cubana perca o equivalente a todo o orçamento de saúde do governo estadual do Rio. A população da ilha, de 11,5 milhões de habitantes, tem um tamanho em território e população parecidos com o estado do sudeste.

Mesmo com todo esse prejuízo, essas ações do imperialismo norte-americano estão longe de cumprir seu propósito. Pelo contrário, cada ataque contra a ilha só tem afirmado a revolta dos cubanos contra o imperialismo, além de inflamar a indignação dos povos do mundo contra o intervencionismo imperialista.

Foto: Vanessa Menezes/Jornal A Verdade

Foto: Vanessa Menezes/Jornal A Verdade

Foto: Vanessa Menezes/Jornal A Verdade

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
classic-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações

%d blogueiros gostam disto: