TwitterFacebook

Projeto Shalom: Ocupações no ABC Paulista pela infância e juventude

Foto: Projeto Shalom

Larissa Mayumi


Com um mês, a Casa de Passagem Carolina Maria de Jesus, construída e organizada pelo Movimento de Mulheres Olga Benario, na cidade de Santo André, tem recebido muito apoio de outros movimentos que constroem luta na região do ABC e que apoiam a luta das mulheres contra a violência. Um dos movimentos que tem nos apoiado desde os primeiros dias, com doações, ajudando a divulgar a nossa casa e assinando nosso manifesto foi o Projeto Shalom, fundado por um casal engajado em realizar ações sociais.

Entrevistamos o companheiro David Teixeira, presidente de honra do projeto, filho dos fundadores: “Os fundadores eram os meus pais e eles começaram com trabalho social desde pequenos, foram criados na Igreja e faziam as obras sociais da Igreja […]. Minha mãe nas políticas públicas de saúde e meu pai nas políticas culturais e sociais” Depois, decidiram por ter uma sede do Projeto, pela necessidade de um espaço para poder realizar e ampliar as ações que já vinham realizando. “Onde é a sede hoje do projeto, era uma área abandonada, degradada, pessoal jogava entulho, lixo. […] E foi a primeira ocupação que o Projeto Shalom realizou”.



A ocupação teve bastante apoio e conseguiram construir a primeira sede. “Hoje o Projeto Shalom atende crianças e adolescentes e suas famílias em situação de vulnerabilidade social. As crianças e adolescentes atendemos no contra-turno escolar, E oferecemos oficinas diversas, complementando o que ele ta aprendendo na escola e ensinando coisas novas, como ética, cidadania, línguas, meio ambiente, esporte […]. À noite, atendemos os pais, curso de capacitação e palestras, pra aumentar a empregabilidade, pra gente poder fortalecer a família […]“

Com o avanço do trabalho, vieram outras ocupações, como o caso da ocupação no Jardim Santo André, em que as lideranças locais convidaram o Projeto a ocupar no bairro para desenvolver as políticas para as crianças, adolescentes e famílias do bairro. Também foram convidados pela Transpetro a construção de um espaço em áreas de duto,
degradadas, e onde hoje o Projeto Shalom desenvolve projetos ambientais.

O Projeto Shalom é um exemplo de como as ocupações organizadas por movimentos sociais podem transformar locais abandonados e sem cumprir função social em políticas públicas que salvam a vida de jovens, adolescentes e de suas famílias. Assim como as ocupações do Movimento de Mulheres Olga Benario, que salvam a vida de mulheres e as milhares de ocupações no nosso país. Ocupamos pela nossa vida!

Print Friendly, PDF & Email
classic-editor-remember:
block-editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornais Internacionais

Páginas

Categorias

Especial

Links

Movimentos Sociais e Organizações

%d blogueiros gostam disto: