UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quarta-feira, 6 de julho de 2022

Moradores de Mauá lutam contra lixo no bairro Cerqueira Leite

No dia 26/10, mais de 20 moradores se reuniram para decidir coletivamente no local onde desejam que seja instalada nova lixeira

Amanda Bispo


MAUÁ – Moradores do Cerqueira Leite, bairro da cidade de Mauá, se organizaram para lutar contra o excesso de lixo que fica espalhado pelas ruas e vielas do bairro por falta de coleta. Segundo dados do IBGE de 2010, Mauá possui mais de 18% da população vivendo em favelas. Ao caminhar por essas favelas, a maioria delas passam por problemas semelhantes como a falta de água, falta de médicos e remédios, falta de áreas de lazer, entre outros. Um problema comum é também o excesso de lixo acumulado no bairro pela falta da coleta na periodicidade correta. Claudia relata: “No Cerqueira Leite o lixo traz ratos, baratas e deixa a favela suja. Por isso, a gente decidiu fazer um abaixo assinado para colocar uma nova lixeira para os moradores das vielas colocarem o lixo e o lixeiro conseguir recolher”. 

Frente a essa realidade, um grupo de moradores do bairro, através do núcleo da Unidade Popular que se reúne na casa de uma moradora, decidiram realizar um abaixo assinado solicitando que seja instalada uma nova lixeira no bairro. Atualmente a rua Ângelo Capozzi possui uma única lixeira para todas as vielas que existem nela. A lixeira é antiga, está quebrada e permanece constantemente suja mesmo com os cuidados de moradores.

Como a rua Ângelo Capozzi é estreita, o caminhão de lixo às vezes não consegue descer a rua inteira e recolher o lixo de todas as vielas. Iraneide, mora no bairro há mais de 30 anos e conta: “Em períodos de fortes chuvas, como janeiro, fevereiro, já vi o rio da Washington Luiz transbordar e encher a favela, trazendo todo o lixo da rua para dentro da minha casa. Tive que jogar móveis fora e limpar tudo com cândida, a chance de ter doenças era muito grande.”.
O abaixo assinado reuniu mais de 150 assinaturas e foi levado à câmara de vereadores no dia 27/10 por um grupo de moradores. Vitoriosos, os moradores conquistaram que fosse votado e aprovado um requerimento na sessão da câmara Municipal de ontem (4) que solicitou a colocação de mais uma lixeira na Ângelo Capozzi, além da requisição de análise de um novo Ecoponto para na Avenida Washington Luiz.  O vereador Júnior Getúlio (PT) foi quem recebeu a Unidade Popular e abriu as portas para as necessidades dos moradores.

Neste mesmo dia, uma moradora do bairro se inscreveu na Tribuna Livre de novembro na Câmara Municipal para falar sobre a situação que vivem os moradores do Cerqueira Leite. Porém, na única semana do mês em que os moradores podem usar o espaço da tribuna, a fala da companheira não foi permitida (ontem (4)). A  justificativa foi o curto prazo devido ao feriado. Na prática, tal situação levou a uma sessão que não teve participação de nenhum cidadão, no único dia de Tribuna Livre do mês. Veja no vídeo a fala de Elza, Claudia e Iraneide sobre a situação.


A proposta é que a lixeira possa melhorar a situação, mas, infelizmente, ainda não resolve todo o problema. O núcleo da UP no bairro Cerqueira Leite em Mauá segue na luta para que a lixeira realmente seja instalada, segue na luta por uma favela melhor para seus moradores, e mais, por uma Mauá que garanta os direitos do povo pobre e trabalhador. O Cerqueira Leite não é uma exceção, moradores de outras favelas como a Favela do Kennedy, a Favela do 22, e outras, relatam o mesmo problema com relação ao lixo. Essa é a luta pelo poder popular, o povo propondo e fazendo acontecer as mudanças que precisam na sua vida. A UP no Cerqueira Leite, em Mauá e no Brasil segue na luta pelo poder popular e pelo socialismo. 

Reunião do núcleo da Unidade Popular no bairro

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes