UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 25 de setembro de 2022

Ocupação do MLB conquista 40 aluguéis sociais em Fortaleza

Claudiane Lopes | Jornalista

CEARÁ – O Movimento de Lutas nos bairros, vilas e favelas conquistou através da luta da ocupação Dragão do Mar, 40 aluguéis sociais pela Secretária Municipal de Habitação de Fortaleza – Habitafor. A ocupação nasceu no dia 8 de agosto de 2021 num momento em que a pandemia de Covid ainda continua e a maioria do povo de Fortaleza vive apenas com o auxílio emergencial no valor de R$ 375,00.
Com o agravamento da crise econômica, fez com que milhares de famílias desempregadas voltasse ao mapa da fome, onde é preciso escolher entre comer ou morar, já que o preço dos mantimentos básicos dobrou e os aluguéis tiveram reajustes de até 25%, isso já consume a metade da renda das famílias que não possuem casa própria. Nesse sentido, ocupar foi uma necessidade para 100 famílias pobres de Fortaleza que nesses sete meses de resistência no centro da cidade, a sua moradia foi repleta de acesso à cultura, atendimento de saúde, apoio jurídico, doação de cestas básicas, material de limpeza, palestras informativas e formação política.
Essa conquista parcial teve grande apoio em todas as negociações do vereador de Fortaleza, Gabriel Aguiar (PSOL), do advogado Cláudio Silva do Escritório Jurídico Dom Aluiso Lorscheider e do Deputado Estadual Renato Roseno (PSOL) que foram fundamentais em todo processo de diálogo com a gestão municipal e estadual. Importante ressaltar que o MLB luta pela casa própria, por isso, foi assinado um termo de compromisso, por parte da Secretária Executiva da Habitafor, Juliana Sena, em que se compromete em manter os aluguéis até a entrega das 100 unidades habitacionais das famílias da ocupação.

Para Liduína Rodrigues de 50 anos, morava de aluguel que custava quase meu salário de empregada doméstica. Foi devido essa situação que estou na ocupação e hoje mudou a minha vida completamente, pois não pago mais aluguel, moro no centro da cidade, fiz novos amigos e tenho muita ajuda do MLB. Com o aluguel social poderei ter melhores condições de viver sem aperto e não passar tantas necessidades. Patrícia Campos, desempregada, relata que antes morava no Kitnet que custava R$ 600,00 se sente feliz na Dragão do Mar, pois está sem pagar aluguel e continuará com essa vitória. Diz que continuará firme na luta até conquistar a casa própria.
Para Francisco Soares (Bita), “Depois de sete meses de pressão popular sairemos do antigo prédio da Justiça com a certeza de que só a luta, muda à vida. Mas, a batalha contínua, pois outras famílias pobres não têm o direito de morar dignamente” afirma o Coordenador Estadual do MLB. Apesar da conquista através da organização popular os dados são alarmantes. Segundo a Fundação João Pinheiro estimam que o déficit habitacional da Região Metropolitana de Fortaleza em 107.230 unidades habitacionais. Esse indicador nos mostrar que a prioridade dos governos é a manutenção da política de especulação imobiliária, do que dá casas para povo morar.
A Ocupação Dragão do Mar tornou-se uma das principais expressões do movimento popular no Ceará, mas as famílias continuarão no prédio até incio de abril. Nesse sentido, o MLB realizará várias atividades, como debates, plenárias, brechós, exibição de cine e o último ato político cultural na casa com todas as famílias e apoiadores para comemorar a força do povo cearense.
A luta continuará na cidade, pois enquanto moradia digna for um privilégio, ocupar é um direito!
OCUPAR, RESISTIR E CONQUISTAR!
VIVA DRAGÃO DO MAR! HERÓI DO POVO CEARENSE!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes