UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 9 de dezembro de 2022

Estudantes mães conquistam aumento do auxílio creche na UFABC

Creche organizada dentro de espaço na Universidade Federal do ABC. Foto: Movimento Olga Benario

 Luiza Chara e Priscila Carvalho


Este ano, o insuficiente auxílio creche de R$150,00 antes concedido para estudantes mães e pais da Universidade Federal do ABC (UFABC) com crianças de até 5 anos, foi aumentado para R$321,00, o mesmo valor que os servidores da universidade recebem. Essa conquista é fruto da luta histórica das estudantes, muito antes da pandemia do Covid-19, mas que tomou novos rumos com o avanço da crise sanitária e econômica no nosso país.

No final de outubro de 2020, foi realizada uma Plenária pela Permanência das Estudantes Mães, que discutiu a insuficiência do valor do auxílio creche na garantia do pagamento de uma creche privada ou de cuidadora. Uma das resoluções da Plenária, foi o envio de um ofício à Pró Reitoria de Ações Afirmativas e Assuntos Comunitários, reivindicando o aumento do auxílio, entretanto, na época não houve avanços. Somente no final do ano passado, com o caso de uma aluna que estava sendo cobrada pelo recebimento dos valores do auxílio creche de forma errônea, o debate foi reacendido. Por causa da mobilização do Movimento de Mulheres Olga Benario, do Coletivo Mães e Pais da UFABC e de outras entidades da UFABC, tivemos o comprometimento por parte da universidade em aumentar o valor do auxílio creche e a possibilidade da criação de um novo auxílio que atende crianças de 5 a 12 anos.

Essa foi uma importante vitória e podemos avançar ainda mais na garantia dos direitos das estudantes mães e na sua permanência na universidade. Na UFABC existe o espaço Marielle Franco que é destinado para criação de uma creche no campus de São Bernardo do Campo. Desde sua conquista sofre dificuldades para ser implementado, porém agora com o retorno presencial progressivo recomeçou a discussão para garantir o funcionamento deste espaço. Além disso, é necessário garantir um espaço como esse também no campus de Santo André, sendo essa uma das reivindicações feita no eixo Mulheres do Programa dos Estudantes para as Eleições da Reitoria, construído de forma coletiva e com a participação de militantes do Movimento de Mulheres Olga Benario.

Pensando nos direitos já conquistados e entendendo a necessidade de avanços nas políticas de permanência para estudantes mães, não só na UFABC como também em outras universidades públicas, nós do Movimento de Mulheres Olga Benario estamos organizando uma Plenária Estadual Universitária que será realizada ainda neste mês de Abril, para debater e construir essa luta nas universidades paulistas. Precisamos lutar para garantir que as universidades sejam um espaço que acolhimento às mães e seus filhos.

 

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes