UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 30 de setembro de 2022

Fenet realiza Plenária Nacional de Grêmios em Salvador

Foto de Comunicação Nacional da FENET
Plenária Nacional de Grêmios do ano de 2022, em Salvador – BA. Foto: Comunicação Nacional da FENET

Em Salvador, capital do Estado da Bahia, a Federação Nacional de Estudantes em Ensino Técnico (Fenet) realizou a Plenária Nacional de Grêmios do ano de 2022, nos dias 9 e 10 de abril.

Adriane Nunes


Em Salvador, capital do estado da Bahia, a Federação Nacional de Estudantes em Ensino Técnico (Fenet) realizou a Plenária Nacional de Grêmios do ano de 2022, nos dias 9 e 10 de abril. Reuniram-se cem lideranças de grêmios estudantis técnicos de todo o Brasil para debater sobre as lutas contra os cortes na educação e a necessidade da reorganização do movimento estudantil no retorno ao ensino presencial.

Iniciou-se com a mesa de abertura composta pela representação da reitoria do IFBA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia), Marlene do Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), Sandra do Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), Eslane Paixão pela Ocupação Carlos Marighella, Raissa Uchuoa da Casa de Referência Preta Zeferina, Isis Valentini pela Ames-Salvador e Nicole Viana pela Fenet.

Ao longo da Plenária Nacional de Grêmios, as lideranças reafirmaram seu compromisso com a luta pelo Fora Bolsonaro, por ser uma pauta central para salvar a educação técnica do país. Somente no ano de 2021, houve uma redução de 27% das verbas para a educação em relação ao ano anterior e, para este ano, houve mais um corte no valor de R$ 700 milhões. Vemos um governo corrupto e fascista que usa o direito de estudar como moeda de troca para pastores e prefeituras.

E para que as lutas pelo Fora Bolsonaro possam intensificar, os grêmios lançaram a campanha “Ocupe sua Escola”, que chama o movimento estudantil a promover atividades culturais, debates, protestos em defesa da educação. Na programação do evento, os estudantes formaram um bloco da Fenet para participar do ato pelo Fora Bolsonaro, convocado pelos movimentos sociais no dia 9 de abril.

Houve um importante debate nos grupos de trabalho, aprofundando as pautas reivindicatórias dos estudantes em ensino técnico, como a luta contra o assédio sexual e em defesa do passe livre no transporte público.

No fechamento do evento, os grêmios aprovaram por unanimidade a conformação de uma nova diretoria da Fenet e de uma nova coordenação-geral, sendo esta composta por Adriane Moreira, do Rio Grande do Norte, Nicole Viana, do Rio de Janeiro, e Ana Luiza, da Bahia, que coordenarão as lutas da entidade no próximo período.

Após dois anos sem eventos nacionais para reunir as representações estudantis, o clima e discussões da Plenária Nacional de Grêmios permitiram que os estudantes retornassem aos seus estados mais comprometidos com a defesa de suas escolas e Institutos Federais, e para derrotar o governo fascista e genocida do Jair Bolsonaro, seguindo a palavra de ordem “ô Bolsonaro, pode correr, é a FENET que vai derrubar você!”

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes