UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 2 de julho de 2022

Leonardo Péricles realiza primeira caravana por Minas Gerais

Participação do Leonardo Pericles no ato nacional da articulação Povo na Rua, fora Bolsonaro (foto: Edinho Vieira)

Redação MG

Na última semana, a caravana popular da UP com Leonardo Pericles, pré-candidato à presidência da república e presidente nacional do partido, percorreu Minas Gerais, o 8º estado, apresentando as propostas da sua pré-candidatura e o programa popular e revolucionário da UP para o Brasil.

A caravana iniciou-se pelo norte do estado, em visita a cidade de Montes Claros, no momento em que diversas mobilizações estavam em curso. A primeira atividade foi a participação no ato dos e das professoras da rede estadual, que estão em greve tendo como pauta principal o pagamento do piso salarial nacional. Em seguida, o pré-candidao almoçou no mercado municipal, aproveitando para conhecer mais de perto a cultura regional norte mineira e outros pontos turísticos importantes da cidade.

A agenda seguiu para mobilização no bairro Olga Benário, onde Léo e a militância da UP conversaram com os moradores apresentando uma alternativa para a crise que o país se encontra. O dia se encerrou com uma plenária da militância da Unidade Popular da região.

No dia seguinte, Léo participou de agenda na Câmara Municipal da cidade com os estudantes, que estão em uma jornada de luta pelo passe livre em memória a Edson Luiz. Na parte da tarde a agenda seguiu para Januária, cidade banhada pelo rio São Francisco, onde visitaram a comunidade Tradicional Quilombola, Vazanteira e Pesqueira de Croatá e o Quilombo Gameleira. Ambas ameaçadas pela disputa de terra e água promovida pelo agronegócio e grandes empresários, que querem a todo custo e com respaldo do estado expulsar essas e outras comunidades dos territórios.

conversa com a comunidade Tradicional Quilombola, Vazanteira e Pesqueira de Croatá, em Januária/MG.
Leonardo Pericles participa da Tribuna Popular em Itabirito/MG (foto: reprodução)

Dando seguimento à agenda de atividades pelo estado, na quinta-feira Leonardo esteve em Viçosa, cidade localizada na Zona da Mata mineira. Pela manhã, concedeu entrevista à rádio Melodia FM, onde destacou que só é possível sairmos desse abismo através da organização do povo e a construção de uma nova sociedade. Além de falar sobre os pontos centrais do programa do partido, como a suspensão imediata e auditoria da dívida pública, que leva mais de 50% de nosso orçamento que poderia ser investido em saúde, educação, moradia e outras áreas sociais.

Após, a agenda foi na Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde denunciou os cortes na educação que fazem parte de um projeto do governo Bolsonaro de elitização do ensino superior. Para finalizar o dia a caravana seguiu para o bairro Coelhas, onde foi realizada uma grande plenária de apresentação da pré-candidatura que contou com grande participação dos moradores e da militância.

Plenária com moradores no bairro Coelhas/Viçosa (foto: reprodução).

A última parada de Leonardo Péricles pelo estado, foi em Belo Horizonte e região metropolitana, que foi marcada pela renovação do sentimento de esperança e animação. Na sexta, Léo participou de panfletagem com o movimento correnteza na portaria principal da UFMG. Apesar de no mesmo dia, 1º de abril, relembrarmos o desaniversário do golpe de 64, houve tentativa de censura por parte da reitoria, que tentou coibir a realização da panfletagem. Apesar disso, os estudantes seguiram com a ação no período da tarde e noite, dessa vez sem a presença do presidenciável.

Em seguida, Léo seguiu para um almoço com membros do Diretório Municipal da UP.

“Com cardápio bem mineiro; frango com quiabo e angu, conversamos sobre a caravana, as eleições, a conjuntura e os desafios do Diretório para o próximo período. Com certeza o almoço deu o gás que precisávamos para impulsionar ainda mais a mobilização e a organização do nosso povo na tarefa mais urgente que temos: derrubar o governo Bolsonaro.” Afirmou Mariana Fernandes, presidenta do Diretório em BH.

A chuva não atrapalhou a luta dos entregadores de aplicativos, que rodaram a cidade denunciando a situação de extrema exploração por parte das empresas. Também não atrapalhou o Boteco Sindical organizado pelo Movimento Luta de Classes (MLC), que contou com a participação de dezenas de sindicalistas. Em ambas as  atividades, Léo esteve presente conversando com as pessoas sobre o programa da UP e a necessidade de garantia dos direitos dos trabalhadores, ressaltando as várias lutas que tem acontecido na cidade, a exemplo da greve dos professores (rede estadual e municipal), dos metroviários e do setor da saúde. 

No sábado, o presidente da UP participou do ato organizado pela articulação Povo na Rua, Fora Bolsonaro, que ocupou o supermercado Assaí, em Contagem, com centenas de famílias organizadas pelo Movimento de Luta, nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) e outros movimentos e partidos, para denunciar a fome e a carestia crescentes no país. 

No domingo, houve um encontro de lideranças de ocupações, vilas e favelas na parte da manhã, que contou com a participação de mais de 50 lideranças na Ocupação Esperança, na região da Izidora em Santa Luzia. Logo após, Léo passou de casa em casa visitando moradores da comunidade, onde almoçou.

Pra fechar a primeira parte da caravana por BH e RM, Léo foi convidado pelo Diretório Municipal da UP para um encontro com filiados e apoiadores do partido na casa Tinas Martins, que encerrou a semana com diversas filiações e a certeza de que crescer a UP é tarefa de todas e todos que acreditam na derrota do fascismo e na necessidade de construir uma saída revolucionária para crise no país.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes