UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 6 de outubro de 2022

77 anos do bombardeio de Hiroshima: quem realmente derrotou o Japão na II Guerra Mundial

Em 9 de agosto de 1945 a URSS entrava guerra contra o Japão. No mesmo dia, EUA jogavam uma bomba atômica sobre a cidade de Nagasaki. Quem realmente venceu os japoneses? Conheça um pouco da história da luta soviética contra o imperialismo japonês.

Davi Dias, Campos dos Goytacazes-RJ


LUTAS E HERÓIS DO POVO – 9 de Agosto de 1945: há 77 anos a URSS declarava guerra ao imperialismo japonês e foi uma das principais responsáveis por sua rendição. No mesmo dia, os EUA lançavam sua bomba atômica na cidade de Nagasaki, e só 3 dias dias após a sua bomba em Hiroshima, matando centenas de milhares de civis inocentes.

Pouco conhecido no ocidente é a luta que os soviéticos travavam ao mesmo tempo na China. Enquanto os EUA colocavam seu terror atômico, a URSS tomava a região chinesa da Manchúria que havia sido invadida e tomada dos japoneses desde 1932 e era governada por Puyi, herdeiro do trono chinês que foi instaurado no trono pelos japoneses como um fantoche. 

Na Manchúria, em apenas algumas semanas, o Exército Vermelho – com ajuda da socialista República Popular da Mongólia – derrotou o poderoso “Exército de Kwangtung”, um Exército japonês de 700 mil soldados que agora haviam todos se rendido e se tornado prisioneiros de guerra. 

Este Exército havia cometido alguns dos piores crimes de guerra japoneses. Escravizaram centenas de milhares de chineses financiando a infame “Unidade 731”, uma unidade de guerra biológica que havia feito experimentos humanos tenebrosos com a população chinesa da Manchúria que levaram á morte de milhares de pessoas. Ao final da Segunda Guerra, os oficiais da Unidade presos pela URSS foram condenados a penas de prisão como criminosos de guerra, enquanto aqueles presos pelos EUA receberam imunidade para ajudar o programa de armas biológicas dos EUA, incluindo seu principal comandante, o general Shirō Ishii

Após a rendição dos 700 mil soldados de Kwangtung, o Exército Vermelho avançou sobre a região norte da Península Coreana, com a ajuda de guerrilheiros liderados por Kim Il Sung, que desde os anos 30 combatiam os japoneses, que ocupavam a Coréia desde 1910. A URSS ficou lá até 1948, e Kim Il Sung se tornou o primeiro líder da República Popular Democrática da Coréia.

Após tomarem as ilhas Kurilas e Sacalina, os soviéticos estavam prestes a um grande desembarque anfíbio na enorme Ilha japonesa de Hokkaido, quando o Japão se rendeu a uma ocupação militar dos EUA. Os estadunidenses também correram para tomar o Sul da península coreana, instaurando um regime fantoche sob a liderança de Syngman Rhee, um corrupto político coreano que, como ditador militar, seria o primeiro presidente da Coreia do Sul.

Quem realmente derrotou o Japão?

Não foram as bombas atômicas dos EUA em Hiroshima e Nagasaki que mataram 200 mil civis japoneses que levaram á rendição do Japão. Na verdade, meses antes das bombas atômicas, os EUA tinham matado uma quantidade ainda maior de civis com bombas convencionais sob Tóquio e outras cidades, e os japoneses não se renderam.

As bombas atômicas – que mataram principalmente civis japoneses e não militares – foram explodidas para assustar a URSS e impedir a expansão do socialismo soviético. O que realmente assustou o Imperador do Japão (que após a guerra foi poupado de enfrentar justiça por seus crimes genocidas contra os povos da China e da Coréia) foi a imagem do Exército de Kwangtung se rendendo em alguns dias para o Exército Vermelho. A URSS que libertou o mundo do Nazifascismo alemão, também foi determinante, junto com chineses, vietnamitas, coreanos, filipinos e outros tantos povos para a libertação da Ásia do imperialismo japonês.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes