UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 1 de março de 2024

A importância dos representantes discentes nos espaços da universidade

Leia também

Os representantes discentes são estudantes matriculados nos cursos de graduação ou pós-graduação eleitos para ocupar cadeiras em conselhos e coordenações, tendo assim direito de fala e voto nesses espaços.

Ângelo Orletti Del Rey


SANTO ANDRÉ – Conselhos são os espaços principais de decisão e discussão da universidade, os quais são abordados os temas sobre abertura e fechamento de cursos, implementação de cotas, definição de orçamento das universidades, valores de bolsas, entre outros. Ou seja, são espaços centrais que alteram de forma direta o dia a dia dos estudantes.  No entanto, durante bastante tempo não existia a presença de estudantes, eram locais dominados por professores e técnicos administrativos das universidades.

Eram espaços que eram levados em conta somente a opinião de uma parte da comunidade acadêmica e, portanto, pouco democráticos. Foi uma luta importante que o movimento estudantil travou para conseguir que existissem os representantes discentes, para que pudessem ser levadas em conta a opinião da maioria da comunidade acadêmica, a opinião dos estudantes.

Essa conquista ainda não é suficiente, foram poucas posições conquistadas nesses conselhos e ainda somos minoria. Por exemplo, na Universidade Federal do ABC temos 15% das cadeiras, o que é insuficiente para alcançar a vitória somente pela mobilização estudantil.

É papel do representante discente estar presente nas lutas do movimento estudantil, escutar dos estudantes as demandas e levá-las para esses espaços institucionais. Esse estudante tem que estar na vanguarda das lutas e atuar diretamente no dia a dia do estudante, deve também lutar contra o burocratismo, que é muito presente nesses espaços institucionais. Deve sempre que possível convocar os estudantes para estarem nos conselhos com eles, fazendo ocupações e trazendo a grande massa dos estudantes para discutir a democracia universitária.

Essa última abordagem também deve estar diretamente ligada com um intenso trabalho de conscientização e formação dos estudantes que vão participar de maneira transitória desses espaços. Por fim, também é papel dos representantes fazer relações com os outros professores e técnicos administrativos que compõem os conselhos e divulgar nossa linha política para todos os membros da comunidade acadêmica.

Temos que focar principalmente nos conselhos superiores, que são os espaços de deliberação e decisão máxima da universidade. Normalmente são eles o Conselho Universitário e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Esses conselhos atuam diretamente nas políticas mais gerais da universidade, aprovando as Leis Orçamentárias, a abertura de cursos, o valor das bolsas, entre outras questões centrais para a vida universitária.

É nesses conselhos que os militantes do Movimento Correnteza têm que utilizar de todas as forças para ocupar todas as cadeiras de representantes discentes. Além desses conselhos, temos outros como o Conselho de Graduação, Conselho de Extensão, os conselhos de pesquisa e as coordenações de cursos problemáticos que são também de extrema importância para os militantes ocuparem.

Tendo isso em vista podemos compreender que é de fundamental importância que ocupemos esses locais de poder na universidade e coloquemos uma política de vanguarda da educação brasileira. Porém, não podemos jamais nos conter a discutir as pautas apresentadas somente dentro dos conselhos, temos que levá-las a toda comunidade e discutir amplamente com as bases. Dessa forma aprendemos a construir as bases do que vai ser o governo revolucionário dos trabalhadores.

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos