UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 26 de maio de 2024

Casa de referência Laudelina de Campos Melo completa dois anos

Há dois anos, um galpão abandonado imerso em um mar de lixo e entulhos era ocupado por militantes do Movimento de Mulheres Olga Benario. Dois anos depois, o mesmo galpão ainda está de pé, mas radicalmente transformado, é hoje uma casa de referência, cuidado, acolhimento e formação política para mulheres: A Casa de Referência para mulheres Laudelina de Campos Melo.

Movimento de Mulheres Olga Benario


SÃO PAULO – A casa recebe esse nome em homenagem à aguerrida militante pelos direitos de todo o povo brasileiro, que marcou a história da luta feminista e antirracista, e encabeçou a luta pela criação dos sindicatos das trabalhadoras domésticas, ficando conhecida como o “terror das patroas”.

Ao correr desses anos, o espaço vem se transmutando de um depósito de lixo e entulho, ninho de ratos e baratas, para uma casa que proporciona um espaço seguro e que promove atividades que possibilitam a entrada no mercado de trabalho e facilitam a independência econômica de mulheres.  Tudo com a luta diária das militantes do Movimento Olga Benario, que além de construir e manter o funcionamento do espaço, também já enfrentaram quatro invasões ao local.

A situação da imóvel no momento da ocupação era de acúmulo de lixo e entulho (Foto: Reprodução/ Olga Benario).

Mesmo com as tentativas de impedir o nosso trabalho, a casa se fortifica cada vez mais e já é reconhecida pela comunidade. O foco principal O principal é a organização das mulheres, oferecendo os serviços do espaço é prestar atendimento psicológico, social e jurídico humanizado para mulheres vítimas de violências, realizando acolhimentos, acompanhamentos e encaminhamentos com profissionais voluntárias organizadas no movimento, como assistentes sociais, psicólogas e advogadas.

No entanto, a Laudelina oferece muito mais, desde oficinas de capacitação profissional como crochê,  rodas de debate abertas à comunidade, feiras feministas, cursos da Unidade Popular e formação política das militantes do movimento até o brechó Dona Nina, que vende desde roupas à acessórios a preços populares.

No dia 05/02 a casa comemorou seus 2 anos de existência com muita música e feijoada. Além de comemorar a luta da Casa, a atividade teve o objetivo de arrecadar fundos para a luta e promover a cultura popular.

O espaço localiza-se no bairro do Canindé, na capital do estado de São Paulo,  um dos muitos bairros periféricos da metrópole que sofre com o descaso e o esquecimento do Estado. Como afirma Tami Ito Tahira em depoimento ao Jornal A Verdade, “Basta ficar poucas horas no local para presenciar pedidos de ajuda por itens básicos de sobrevivência como água e comida”.

As ocupações de mulheres pelo Brasil

As ocupações de mulheres são uma iniciativa revolucionária do Movimento de Mulheres Olga Benário que visa transformar a realidade das mulheres em situação de risco em nosso país, ocupando imóveis abandonados que antes estavam jogados aos ratos e à especulação imobiliária e transformando-os em centros de referência, cuidado, acolhimento e formação política.

O movimento organiza mulheres na luta do feminismo marxista, em prol do combate ao patriarcado e da construção do socialismo, também reivindicando e pressionando o Estado por políticas públicas efetivas contra a violência às mulheres e a direitos básicos como creches e saúde pública de qualidade.

A iniciativa já conta com várias casas de referência espal

Casa foi totalmente reformada e se transformou em um espaço de acolhimento e formação para mulheres e para os movimento sociais no centro de São Paulo (Foto: Reprodução/ Olga Benario).

hadas por todo o país, sendo a Casa de referência para mulheres Laudelina de Campos Melo a primeira na capital de São Paulo.

Apoie a luta das mulheres!

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes