UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 2 de março de 2024

Em Aracaju, mulheres protestam exigindo moradia digna

Leia também

Rodrigo Cerqueira | Aracaju (SE)

Mulheres da Ocupação Copacabana 2 realizaram um protesto neste dia 24 de março, na Avenida Beira Mar, em Aracaju (SE), exigindo o direito à moradia digna. Mais de 80 mil famílias vivem em situação de precariedade ou insegurança habitacional na capital sergipana. A luta pelo acesso à moradia digna é uma luta por direitos humanos básicos e deve ser encarada como tal.

As manifestantes atearam fogo em pneus e interromperam o trânsito, chamando a atenção para a situação precária em que se encontram. A ação de retirada das mulheres foi marcada pela violência policial. As mulheres foram agredidas por policiais homens, o que configura mais uma forma de violação dos direitos humanos.

Essas mesmas mulheres já haviam ocupado o Cras do bairro Coqueiral há seis meses, em busca de uma solução para a falta de moradia.

A Ocupação Copacabana 2, onde essas mulheres viviam até serem retiradas de forma violenta pelo prefeito Edivaldo Nogueira (PDT), é apenas um exemplo da grave situação de déficit habitacional em Sergipe.

Diante dessa realidade, é urgente que medidas sejam tomadas para garantir o direito à moradia dessas mulheres e de tantas outras pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade.

A equipe do jornal A Verdade acompanhou a manifestação e conversou com algumas mulheres. Elas relataram que a situação é desesperadora e que não têm para onde ir.

A luta pelo acesso à moradia digna é uma luta por direitos humanos básicos e deve ser encarada como tal. É hora de agir para garantir que essas mulheres tenham um lar seguro e digno para viver.

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos