UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

quinta-feira, 29 de fevereiro de 2024

Em 2022, Brasil tem maior número de estupros já registrado, aponta Anuário da Segurança

Leia também

75 mil pessoas foram estupradas em 2022, aponta estudo do Anuário da Segurança. Mais de 60% das vítimas são crianças de até 13 anos e quase 90% das pessoas violentadas são do sexo feminino.

Redação


BRASIL – O país acumulou, no último ano de governo do fascista Bolsonaro, o maior número de estupros já registrados. São 75 mil pessoas, a ampla maioria mulheres e crianças, que foram vítimas deste crime hediondo.

Entre as causas para o aumento, segundo especialistas, está o retorno às aulas presenciais após o fim da pandemia. É possível que muitos casos estivessem ocorrendo antes mesmo de 2022.

No entanto, temos que considerar a política dos últimos governos (Temer e Bolsonaro) que, aliado ao descaso dos governos estaduais, contribuiu para o aumento dos casos. Isto porque, segundo o próprio Anuário, desde 2016 o registro de crimes de estupros tem tido um aumento constantemente. Em 2015, foram 47 mil casos registrados. Ou seja, um aumento de 66% em 8 anos.

Nesse período vimos um processo de corte de verbas nos programas sociais de proteção e acolhimento às mulheres. Sem falar no desmonte da educação pública, com fechamento de escolas e demissão de professores. É na escola que se descobrem a maioria dos casos de estupro de vulnerável.

Diante deste cenário se torna fundamental a luta em defesa das casas de acolhimento e pela ampliação dos espaços de denúncias para mulheres e mães. Está claro, com esses dados, que o crime de estupro no Brasil é parte da estrutura patriarcal e machista da sociedade capitalista.

 

 

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos