UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

domingo, 26 de maio de 2024

Correnteza vence eleição do DCE da Universidade de Passo Fundo

Everaldo Oliveira | Diretor da UNE


JUVENTUDE – No dia 14 de setembro, aconteceu a eleição para o Diretório Central dos Estudantes da Universidade de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. A votação ocorreu de forma online e o resultado foi a vitória da Chapa 2 “A Mudança Somos Nós – oposição” (Movimento Correnteza), com 1.274 votos, contra 904 votos para a Chapa 1 “Tua UPF” (UJS e JPT). O Movimento Correnteza retoma o DCE da UPF após dois anos fora da gestão dessa entidade. 

A campanha da Chapa 2 pautou os problemas enfrentados pelos estudantes e denunciou a atual gestão do DCE, que foi omissa nas mobilizações estudantis, completamente aparelhada pela Reitoria da UPF. Também deixou de prestar contas do dinheiro da entidade, abandonou a representação discente no Conselho Universitário e deixou a sua sede fechada durante o turno da manhã, impedindo os estudantes de terem acesso aos serviços do DCE.

Além disso, as propostas apresentadas pela Chapa 2 foram a construção de uma casa de estudantes da UPF (projeto este que esteve engavetado desde 2021 quando a gestão anterior assumiu), abertura de um bandejão acessível, passe-livre estudantil e prestação de contas da entidade a cada três meses.

A campanha durou 20 dias e mobilizou cerca de 20% dos estudantes, quórum muito acima da média das outras eleições. Houve uma campanha rebaixada por parte da UJS e JPT, com diversos ataques e uma tática reacionária, disseminando fake news e tentando confundir os estudantes. Tentaram ainda se distanciar da atual gestão, adaptando o discurso para tentar convencer os estudantes. A Reitoria tentou impedir as passagens de salas e a campanha pela universidade 

Para Nícolas Nodari, presidente eleito pela Chapa 2, “este é um momento importante para retomarmos o DCE, que esteve desaparecido nos últimos dois anos, para as mãos dos estudantes e torná-lo de luta novamente. Devemos construir a melhor gestão que essa entidade já teve, com independência e que possa trabalhar para garantir os direitos dos estudantes”.

Matéria publicada na edição nº 279 do Jornal A Verdade.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes