UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

segunda-feira, 27 de maio de 2024

Estudantes do RN ocupam a Secretaria De Educação demandando a merenda escolar

Na manhã do dia 21/09, diversos estudantes junto com seus grêmios estudantis e com a União dos Estudantes Secundaristas Potiguares ocuparam a Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte demandando o dinheiro da verba das merendas de suas escolas que estão atrasadas há muito tempo.

Milenne Barbosa* | Natal


JUVENTUDE – Na manhã do dia 21/09, a União dos Estudantes Secundaristas Potiguares (UESP), junto a diversos grêmios estudantis, como o Grêmio Estudantil Olga Benário da Escola Estadual Em Tempo Integral Winston Churchill, estiveram em um ato na Secretaria do Estado da Educação, da Cultura,do Esporte e do Lazer do Rio Grande do Norte para reivindicar o repasse da verba da merenda escolar, que está há mais de 6 meses atrasada e vem prejudicando a alimentação de diversas escolas do RN.

A ação foi organizada pelos estudantes para pressionar a secretária, que não dá resposta aos gestores das escolas e nem ao corpo discente, mesmo após diversas solicitações de esclarecimentos sobre a falta de repasse da verba.

A situação é de extrema precariedade na educação do Estado. Escolas que são antigas no modelo de ensino integral e deveriam ser exemplo, estão em risco de parar de funcionar.

Após muita pressão e após esperar diversas horas sem desistir, os estudantes conseguiram a reunião com a secretária. A solicitação era para que ela descesse para falar com todas e todos, mas a mesma se negou. Dessa forma, uma comissão de estudantes se reuniu com a secretária com a presença do setor financeiro.

Após extenso debate sobre o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e o Pague Mais Alimentação, conseguimos que um documento fosse assinado pelos presentes na reunião, com a própria secretária se comprometendo em repassar uma parcela da verba atrasada até próxima semana e debater o repasse com os gestores e entidades estudantis em reunião no dia 26 deste mês.

Sabemos que a luta não acaba aqui. O que ocorre no Governo do Estado é uma prova de que a educação não é prioridade e se torna um cenário alarmante, pois está sendo implementado o Novo Ensino Médio que torna a maioria das escolas em tempo integral, é urgente a garantia desse repasse. Por isso, os estudantes decidiram continuar a luta até a certeza da vitória. Dessa forma, o movimento estudantil sai com esse encaminhamento e também o de um novo ato na Secretaria, até que a situação esteja resolvida e nenhum estudante passe fome em sua escola.

*militante do Movimento Rebele-se

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes