UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Santa Catarina tem 25 cidades representadas no 3º Congresso Estadual da Unidade Popular

Santa Catarina realizou o seu 3º Congresso Estadual e contou 25 cidades presentes, reunindo mais de 60 militantes, representando 25 cidades do estado, delegou suas tarefas e elegeu as novas direções da capital e do estado.

João Paulo TIZ e Leonardo de Paula | Florianópolis


BRASIL – No dia 17 de setembro aconteceu o 3º Congresso Estadual da UP em Santa Catarina. Contando com a participação de mais de 60 militantes, representando um total de 25 cidades, o evento incluiu Blumenau, Itajaí, Joinville, Chapecó, Laguna, Lages, Tubarão, Criciúma, Florianópolis, São José e Palhoça, um marco histórico para o partido no estado. 

Para a construção do congresso, foram realizadas plenárias regionais por todo o estado que contaram com um importante aprofundamento político a partir da leitura e do debate das teses para o 3° Congresso Nacional da Unidade Popular. O acúmulo das plenárias regionais foi sintetizado e levado ao congresso estadual, garantindo assim a democracia dentro do Partido e avançando na construção do 3º ConUP.

A mesa de abertura foi realizada por camaradas representantes de cada um dos movimentos fundadores da Unidade Popular, sendo eles o Movimento de Mulheres Olga Benário, a União da Juventude Rebelião (UJR) o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, o Movimento Luta de Classes e o Movimento Correnteza. Também participaram da mesa de abertura, trazendo em suas falas a importância da luta antifascista que a Unidade Popuar vem travando nas ruas, os presidentes do diretório municipal de Florianópolis e do diretório estadual de Santa Catarina, a membra da Executiva Nacional da UP, Vivian Mendes, e o deputado estadual representante do PSOL, Marquito. 

A presidente reeleita ao Diretório Estadual, Julia Ew, destacou em sua contribuição os avanços e os desafios encarados pelo partido no último período, e saudou a decisão acertada do Diretório Estadual em conjunto com o Nacional em participar das eleições presidenciais de 2022. Segundo ela, “no último ano tínhamos participação em poucas cidades, hoje, muito graças ao trabalho sério de levar nossas candidaturas por todo o estado, contamos com mais de 25 cidades em nosso Congresso”.

A fala de Vivian Mendes trouxe um panorama geral da conjuntura política nacional e reforçou a importância de avançar na construção da Unidade Popular e de seu 3° congresso para que cada vez mais se conquiste a classe trabalhadora para a luta pelo socialismo.

Os debates nos grupos de trabalho

Durante o congresso, os militantes se reuniram em grupos de trabalho para leitura e debate de partes das teses do congresso, e puderam desenvolver os mais variados debates, como por exemplo, sobre a situação da juventude trabalhadora, que se vê à margem das políticas públicas, tendo seus direitos à saúde, lazer, segurança e educação negados; a situação das pessoas com deficiência (PcDs), que são escanteadas dos debates políticos e dos espaços de representação na sociedade, sendo necessário aprofundar a pauta nos núcleos de base, construindo atividades e organizando cada vez mais PcDs para as fileiras do partido; e o trabalho do MLC que, mesmo tendo iniciado seus trabalhos em Santa Catarina em agosto de 2023, já organizou profissionais terceirizados da UFSC, professores e trabalhadores das áreas de Tecnologia da Informação.

Tendo no centro do debate a construção e fortalecimento do partido antifascista do Brasil,  foram elencadas algumas das tarefas essenciais para o próximo período, como as lutas contra as privatizações, tanto na área da educação, saúde e de outros bens públicos, envolvendo a luta contra o Arcabouço Fiscal, o Novo Ensino Médio, a luta por mais concursos públicos e em defesa das empresas públicas; a organiização das PcDs, da juventude negra e trabalhadora e de mais mulheres; a luta contra o desemprego e pelo aumento de 100% do salário mínimo; o combate à especulação imobiliária e a luta pela moradia, e a importantíssima tarefa de organizar os trabalhadores do campo.

Para as novas tarefas, as novas forças

O congresso foi finalizado com a eleição dos delegados que irão representar o estado no 3º Congresso Nacional da Unidade Popular, além de eleger o novo Diretório Estadual de Santa Catarina, que reflete o crescimento do partido ao contar agora com membros das cidades de Criciúma, Itajaí, Itapema, Florianópolis e São José.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes