UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 24 de maio de 2024

Unidade Popular realiza seu primeiro congresso estadual no estado Maranhão

A Unidade Popular do estado do Maranhão sai fortalecida, e com a importante tarefa de crescer entre as massas, construir uma verdadeira luta contra o machismo, e a misoginia. Lutar contra o racismo, e a LGBTfobia, e construir um sólido movimento Sindical, para que construa assim,  a luta da classe trabalhadora.

Thalia Lima | São Luís 


BRASIL – Neste sábado (30), a Unidade Popular pelo o Socialismo realizou o seu primeiro congresso estadual no estado do Maranhão. O congresso contou com o conjunto dos filiados, que debateram sobre a atual conjuntura no país, e a situação das mulheres, além também da atual situação do estado.

Nas suas contribuições, os militantes do partido ressaltaram o importante avanço que a UP teve nesse último período. Que depois de quase quatro anos de legalização do partido, o estado do Maranhão conseguir realizar seu primeiro congresso, demonstra o seu crescimento político entre as massas.

“O nosso partido teve um grande avanço no estado e no Brasil inteiro. Fomos o partido que ousou lançar a candidatura a presidência de um homem negro. Fomos o partido que em quatro anos de legalização , construiu os atos de rua pelo o Fora Bolsonaro. Realizou junto com o movimento de Mulheres Olga Benário e o Movimento de Luta Nos Bairros Vilas e Favelas as ocupações. Que ousou lutar com a juventude por uma educação pública, gratuita e de qualidade. Organizou a luta contra o racismo, e a luta da classe trabalhadora, construindo junto as greves. Somos o partido que avança, e avançaremos cada vez mais.” afirmou Afonso Sodré, filiado da Unidade Popular.

O congresso teve o momento de GT ‘s onde se debateram: Mulheres e Diversidade, Movimento Sindical, negritude e racialidade. Os debates são importantíssimo para avançar ainda mais o debate sobre principais eixos de luta da Unidade Popular.

O fortalecimento do partido, e o crescimento entre as mulheres e a classe trabalhadora, são extremamente importantes. “As mulheres podem, e devem tomar partido. Por isso a Unidade Popular se propõe a organizar o conjunto das mulheres, para lutar contra toda opressão que o sistema capitalista nos impõe”. disse Maria Luiza, militante do movimento de Mulheres Olga Benário e filiada à Unidade Popular.

O conjunto dos filiados realizaram um amplo debate sobre a tática e as finanças. Ressaltando que o partido, é um partido da classe trabalhadora, e precisa ser financiado pela a mesma. “Avançar em outras cidades do estado, é uma tarefa que requer esforço de todos. A disciplina do pagamento das cotas, é essencial para podermos crescer e expandir nosso trabalho”, ressaltou Umaitan Junior, militante da União da Juventude Rebelião e Unidade Popular.

Por fim, ocorreu a eleição dos três delegados que irão representar o estado no 3° congresso nacional da Unidade Popular, que acontecerá em Novembro no estado do Rio de Janeiro, e a votação das propostas, tiradas nos grupos de debates.

A Unidade Popular do estado do Maranhão sai fortalecida, e com a importante tarefa de crescer entre as massas, construir uma verdadeira luta contra o machismo, e a misoginia. Lutar contra o racismo, e a LGBTfobia, e construir um sólido movimento Sindical, que construa assim, a luta da classe trabalhadora.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes