UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

9ª Edição do prêmio Arte em Movimento valoriza cultura popular do Rio de Janeiro

Leia também

Cerimônia que acontece anualmente desde 2015 premia artistas populares nos mais diversos campos e fortalece a cultura popular no estado.

Igor Marques | Redação RJ


CULTURA – No dia 24 de novembro, aconteceu no Rio de Janeiro a 9ª edição do troféu Arte em Movimento. A cerimônia, realizada no teatro Henriqueta Brieba, do Tijuca Tênis Clube, premiou artistas populares de todo o estado nos mais diversos campos. O prêmio Arte em Movimento possui âmbito nacional e internacional, já tendo acontecido em diferentes estados e até em outros países, como Angola, México, Colômbia e Equador, e é organizado por diferentes comitês e comissões independentes em diversos locais.

Com a presença de diversos artistas, coletivos e grupos nas mais diversas áreas, como escrita, música, poesia, dança, teatro, etc., o prêmio tem por objetivo reconhecer o trabalho de artistas independentes e populares, suas produções e suas iniciativas no âmbito cultural, social, humanitário, esportivo e ambiental.

Essa edição foi organizada pelo comitê Encontro Vespertino de Poesia e contou com apresentação de Márcio Thadeu, artista e radialista, e Denise Maia, além de diversos números artísticos e culturais, com recitais de poesia e apresentações musicais e de dança. O evento foi o primeiro organizado por essa recém-fundada comissão, sendo organizado também por Márcio Thadeu e Juvenal C. Filho.

Matheus Freitas realiza número de dança típica do Maranhão. Foto: Cláudio Almeida

O troféu foi confeccionado pelo artista plástico José Pereira de Souza, conhecido como Zep, e foi entregue a cada um dos agraciados nesta 9ª edição. Zep, artista nordestino que atualmente mora na cidade de Diadema, é também um dos organizadores nacionais desse prêmio, que é a maior premiação para a cultura popular do país.

A presente edição atuou também como homenagem ao Nordeste do país e seus artistas, em especial aqueles que produzem a arte popular. A região é um polo de resistência do nosso povo contra as opressões produzidas pelo sistema capitalista, e isso também se reflete na arte popular, na medida em que a arte também atua para refletir sobre a condição do nosso povo, mas também para celebrar a luta.

José Pereira de Souza, o Zep (esquerda), idealizador da prêmiação e Márcio Thadeu (direita), organizador dessa edição. Foto: Reprodução.
Ousar valorizar nossa cultura popular!

Márcio Thadeu, um dos organizadores do evento, relatou para o Jornal A Verdade que “É com muito prazer que levamos esse prêmio para sua 9ª edição, em novembro de 2023, premiando, reconhecendo, valorizando o talento dos artistas brasileiros, dos escritores brasileiros, das pessoas que a realizam a arte”.

Apresentação da drag queen Alla Gurevich. Foto: Cláudio Almeida.

Essa iniciativa, que já premiou mais de uma centena de artistas em todas as suas edições, é essencial para que os artistas populares tenham maior voz nessa sociedade, que, frequentemente, não dá espaço para esses artistas. Com isso, o troféu Arte em Movimento possibilita que os diversos agraciados possam ter um maior reconhecimento da importância da sua arte. Márcio destaca que “O Prêmio ‘Arte em Movimento’ é uma grande Celebração do Afeto, da Arte, da valorização, reconhecimento e estímulo artístico/cultural a todos os presentes! Todos os Artistas e fomentadores independentes, anônimos e famosos na mesma linha de igualdade”.

Premiações como essa são fundamentais para valorizar a cultura popular de nosso país, para ampliar ainda mais o alcance da arte popular na sociedade e contribuindo para valorização do nosso povo. “A arte salva, a arte cura, a arte resgata. E como já disse Ferreira Gullar, a arte existe porque a vida não basta”, afirmou Márcio.

Juvenal Cardoso Filho, um dos organizadores do evento, com o troféu confecionado pelo artista plástico Zep. Foto: Reprodução.

More articles

  1. A comissão Encontro Vespertino de Poesia, formada por Márcio Thadeu e Juvenal Cardoso, brilhou na entrega do troféu Arte em Movimento, no Rio. Receber o troféu, em 2023, teve um sabor especial, pois celebrou a unidade do grupo de escritores do livro “Me tirei pra dançar com amigos”, no qual sou organizadora. Parabéns, Zep! Parabéns, comissão Encontro Vespertino de Poesia! Parabéns, aos artistas contemplados! Viva a arte nacional! Gratidão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos