UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 23 de abril de 2024

“Meu maior sonho é ter uma moradia”

O Distrito Federal (DF), há décadas, vive uma grande segregação social. Milhares de famílias foram expulsas do Centro de Brasília para regiões afastadas, que viraram grandes cidades, chegando ao ponto de ter a maior favela do Brasil, situada na cidade satélite de Sol Nascente, segundo o novo Censo do IBGE. Hoje, mais de 100 mil lares não estão em condições ideais de habitação, fato demonstrada pela pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (PDAD 2021).

Alexandre Ferreira | Brasília


LUTA POPULAR – Esta realidade está presente em várias periferias da capital do país, a exemplo das mais de 100 famílias que vivem na Ocupação Furnas, situada em Samambaia, onde moram de forma inadequada, com ruas de barro, muitos barracos feitos com pedaços de madeiras e com constante falta de água. Para piorar, ela está situada embaixo dos fios de alta tensão da Eletrobras Furnas.

A moradora Natália Cristina relata o desespero quando chove: “Eu tenho dois filhos autistas. Eles morrem de medo quando chove. Os fios ficam ‘estalando’, caindo faísca e eles não conseguem dormir”.

“Meu maior sonho é ter uma moradia. Tenho 30 anos de Brasília e nunca tive moradia. Eu vivo aqui num buraco desse por que eu quero? Não é. Não tenho condições de pagar um aluguel”, desabafa Bernardo Pereira, 72 anos, outro morador da comunidade.

As famílias estão há mais de 12 anos vivendo nestas condições e, se não bastasse tanto sofrimento, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou a reintegração de posse, sob pena de desocupação coercitiva.

Por isso, o Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) organiza as famílias, com plenárias e reuniões do núcleo semanalmente, planejando a luta para conquistarem suas casas próprias. As famílias e o Movimento estão em negociação com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) para serem cadastradas e incluídas em projetos habitacionais.

Para fortalecer esta luta, no dia 18 de novembro, foi realizado um grande ato de solidariedade às famílias, contra a reintegração de posse e pela conquista das casas. O ato ocorreu no Centro Comunitário do MLB, dentro da ocupação, com várias declarações de apoio de movimentos, entidades e do deputado distrital Max Maciel (PSOL).

Matéria publicada na edição nº283 do Jornal A Verdade.

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes