UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

terça-feira, 23 de abril de 2024

Nasce a Ocupação Sarah Domingues em Salvador

Ocupação reivindicando políticas de assistência e permanência estudantil na Universidade Federal da Bahia (UFBA) recebe o nome de Sarah Domingues para homenagear a estudante e militante revolucionária pela dedicação dos melhores anos de sua vida a luta por uma nova sociedade. 

Manoela Hora* | Salvador


JUVENTUDE – Na última sexta-feira (23) a ocupação realizada por estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi nomeada em homenagem a camarada Sarah Domingues, dirigente nacional da União da Juventude Rebelião (UJR) assassinada brutalmente há um mês em Porto Alegre.

Estudantes da universidade junto ao Movimento Correnteza, o Movimento de Mulheres Olga Benario e o Coletivo de Mães da UFBA ocuparam a antiga Residência das Universitárias no bairro do Canela, conhecida como R3, após dez anos de abandono da universidade.

A ocupação completou no dia 21 de fevereiro três meses de luta constante. Durante todo este tempo, os estudantes se mobilizaram para tornar vivo um ambiente que exalava resistência e história do movimento estudantil baiano. Mutirões, cursos de formação marxista, panfletagens, cursos de arte popular e muitas outras atividades foram realizadas para mostrar que é possível construir a luta pela permanência estudantil.

As palavras convencem, o exemplo arrasta

O evento em homenagem a Sarah Domingues contou com uma mesa em que estavam presentes Eslane Paixão, presidente estadual da Unidade Popular pelo Socialismo (UP); Augusto Mateus, coordenador estadual da União da Juventude Rebelião (UJR); Salete Nascimento, representante da Comissão de Direitos Humanos da OAB; e Lavínia Xavier, do Movimento Casa do Estudante (MCE). Sarah construiu ativamente a luta dos estudantes pela permanência estudantil em Porto Alegre, foi diretora da União Nacional dos Estudantes (UNE) pelo Movimento Correnteza e fortaleceu o MCE, movimento que está à frente das batalhas pelas residências universitários em todo o país.

Além disso, Sarah Domingues também foi militante da UJR e até o último minuto lutou pelo bom, pelo justo e pelo melhor do mundo, construindo o caminho para uma nova sociedade, a sociedade socialista. Desta forma, demonstrou que não devemos hesitar em qualquer ação que seja em defesa do poder popular, levando sempre com muita alegria e amor nossa vida.

“Por isso homenagear a companheira Sarah nessa ocupação é determinante para dizer que a nossa voz continua ecoando, que a voz de Sarah continua ecoando na luta por um país melhor, por uma sociedade melhor” declarou Juliana Alves, militante da UP em Salvador, durante depoimento na ocasião.

Os estudantes da UFBA seguirão inspirados no exemplo de Sarah Domingues, que jamais hesitou na luta por um mundo novo. Nunca esqueceremos de Sarah, mais uma heroína do povo brasileiro!

Sarah Domingues, presente!

*Manoela Hora é coordenadora da Ocupação e militante do Movimento Correnteza

Outros Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Matérias recentes