UM JORNAL DOS TRABALHADORES NA LUTA PELO SOCIALISMO

sábado, 2 de março de 2024

MOSTRANDO RESULTADOS PARA:

Entenda a dívida pública brasileira

A redução dos gastos públicos e a transferência de renda para o sistema financeiro, além de ser um assalto ao povo, coloca uma trava na economia brasileira e impede investimentos na infraestrutura do país, na saúde, na educação, habitação social, geração de emprego e tantos outros.

Bolsonaro corta verbas de programas sociais para dar mais dinheiro a banqueiros e ao Centrão

Proposta orçamentária do governo para 2023 não prevê nenhum corte no pagamento de juros, encargos e amortizações da dívida pública. Ao contrário, serão mais de R$ 2 trilhões destinados aos bancos e especuladores nacionais e internacionais, metade de todas as riquezas produzidas pelos trabalhadores brasileiros.

INPI reduz expediente devido a cortes no orçamento e quer que servidores paguem a conta

Apesar de superavitário, INPI sofre sério corte orçamentário para garantir o caixa para pagar os juros da dívida pública e enriquecer banqueiros e especuladores.

Pagamento de juros aumenta concentração de renda no Brasil

Seja através da execução da política monetária e cambial, seja pelo recebimento de lucros e dividendos, ou diretamente pela posse de títulos públicos, o pagamento de juros canaliza a riqueza de toda a sociedade para a elite da classe capitalista.

A dívida pública e a chantagem do “país quebrado”

Há anos, a sociedade brasileira vem sendo chantageada pelo discurso de que “não há dinheiro” para as medidas necessárias ao combate da crise e do desemprego. Entretanto, esse argumento não se sustenta do ponto de vista técnico e é usado politicamente para implementar reformas reacionárias.

Em um mês, Bolsonaro gastou mais com pagamento da dívida do que com novo auxílio emergencial

No último mês de janeiro, foram gastos mais de R$ 64 bilhões com juros da dívida, valor 68% superior ao orçamento do novo auxílio emergencial.

Bolsonaro veta R$ 8,6 bilhões para combate a coronavírus

Caso o veto não seja derrubado pelo Congresso, todo esse dinheiro, que poderia ser utilizado para mais testes para a população, respiradores, leitos de UTI, para construir outros hospitais de campanha e fornecer cestas básicas para as famílias pobres, será torrado pelo governo no pagamento de juros da dívida pública.

Suspensão do pagamento da dívida pública pode liberar trilhões de reais para combate ao coronavírus

Para Maria Lúcia Fattorelli, da Auditoria Cidadã da Dívida, medida redirecionaria recursos à saúde pública, assistência social e educação, em vez de aos bancos. Por...

Congresso aprova quase metade do orçamento federal para dívida pública

Tal aprovação é, em resumo, a continuação da submissão de todo o trabalho da classe operária brasileira em benefício dos grandes acionistas internacionais.

Novidades